Notícias

Menino que pediu carne para o Papai Noel comove público e ganha vaquinha: “Nosso Natal vai ter um churrascão”, diz mãe

Menino que pediu carne para o Papai Noel comove publico e ganha vaquinha
Comente!

A história do pequeno Hector, de 7 anos, tocou o coração dos usuários na web nesta semana. Diante da difícil situação financeira da família, ele decidiu pedir carne para o Papai Noel.

O desejo singelo do menino para o Natal acabou mobilizando as pessoas, que se colocaram à disposição para doar alimentos, carnes e até mesmo dinheiro para a família do pequeno quitar despesas atrasadas, como as contas de água e luz — nesta semana, eles já estavam sem energia em casa.

Além da doação de alimento, também foi criada uma vaquinha que, em pouco tempo, já conseguiu arrecadar em torno de R$ 22 mil. Patrícia falou sobre o sentimento de felicidade e de gratidão após toda essa corrente do bem realizada para ajudar sua família.

“Eu gostaria de dizer que as pessoas não fazem ideia do quanto estamos agradecidos a todos de coração, muito obrigada! Vocês salvaram nossas vidas. Radiante e feliz”, finalizou a mãe.

Relembre a história do Hector

Com a chegada do Natal, as crianças já se preparam para escrever suas cartinhas para o Papai Noel. Carrinhos, bonecas, bolas… Esses são alguns dos presentes pedidos. No entanto, o pequeno Hector, de 7 anos, decidiu fazer um apelo especial, que reflete a difícil situação que o Brasil está passando: “Papai Noel, meu sonho é ganhar uma carne para passar com a minha família, tenho 7 anos, muito obrigado Papai Noel”, pediu o menino.

Desde o início da pandemia, a família de Hector, que mora em Arroio Grande, no Rio Grande do Sul, está passando por uma situação muito difícil. Sua mãe, Patrícia Fros de Braz, 35 anos, fica com as crianças em casa e depende dos bicos que seu marido e sua filha mais velha fazem. Leandro Alves de Medeiros, 27 anos, trabalha como capineiro e Rosiane Braz de Andrade, 19 anos, cuida de uma idosa. A mãe tem mais dois filhos: Maryanne, 9 anos, e Oliver, 9 meses. Em entrevista, ela conta que ainda precisa lidar com problemas de saúde, como uma hérnia que a impede de fazer esforço.

Com a pandemia, os trabalhos foram diminuindo e a família precisou reduzir alguns gastos. ” A gente compra, mas agora são miúdos, ossos, essas coisas mais baratas“, relata a mãe. Ela ainda acrescenta que nunca tinha passado necessidade foi no último ano que a situação apertou mesmo.

Fã de churrasco, Hector perguntou à mãe se a família faria um no Natal este ano. “Eu disse filho não sei, pois as coisas estão muito difíceis. A carne aqui está muito cara mesmo. Aí ele me disse: ‘já sei vou fazer uma carta para o Papai Noel e ele vai nos ajudar. Ele é muito lindo. Com 7 anos e um coração enorme”, diz a mãe.

Como aprendeu a escrever sozinho este ano, o menino escreveu sua carta com a ajuda da mãe. “Quando eu vi que a vontade dele era essa mesmo, me doeu o coração. Ele que decidiu. Sentamos na mesa e eu o ajudei a escrever, ainda disse a ele que seria difícil, pois estava tudo muito caro”, lembra a mãe. Mesmo assim, o pequeno não perdeu as esperanças! “Ele me disse que eu ficasse tranquila, pois o papai Noel sempre ajudava todo mundo, porque ele era Deus”.

Comente!

Policial militar reformado e ex-vereador mata a esposa de 26 anos e se entrega

Artigo Anterior

Estudante encontra R$ 6 mil em ônibus e devolve: “Seria muito prejuízo para alguém”

Próximo artigo