Comportamento

Menino trans de 7 anos comemora retificação de nome na certidão de nascimento

capamenino trans de 7 anos comemora retificacao de nome na certidao de nascimento
Comente!

O menino comemorou a vitória, que representa a realização de um grande sonho pessoal.

A transexualidade é um tema que tem estado em alta em nossa sociedade, especialmente nos últimos anos, com as evoluções de pensamento e concepções têm feito com que muitas pessoas enxerguem e respeitem as escolhas de cada um como válidas e importantes.

De acordo com informações do WebMD, a identidade de gênero nem sempre corresponde à biologia das pessoas. Os transexuais se encaixam nesse espectro, e acreditam que foram designados a um sexo que não é verdadeiro para o que biologicamente aparentam.

No mundo inteiro, são várias pessoas que crescem com o sentimento de inadequação e lutam para conseguir se expressar como se sentem. Segundo informações do site sobre medicina e saúde, a transexualidade se manifesta em qualquer idade, com algumas pessoas se descobrindo já na infância, enquanto outras apenas conseguem compreender o seu sentimento quando adolescentes ou adultas.

Cada uma dessas pessoas escolhe seguir um caminho que acredita ser melhor, e muitas delas acabam fazendo alterações em sua aparência e comportamento, para que possam expressar a maneira como se sentem. Esse processo é chamado de transição.

Enquanto algumas pessoas trans apenas pedem para ser tratadas com o pronome do gênero com o qual se identificam, outras mudam de roupa, cabelo, nome e até mesmo fazem cirurgias com o intuito de finalmente se enxergar por fora da maneira como sempre se sentiram.

Embora essa questão seja algo bastante subjetivo, as pessoas trans lidam com diversas dificuldades em seu dia a dia, muitas delas ligadas ao preconceito e à falta de conhecimento, empatia e aceitação.

Muitas das pessoas próximas não estão devidamente preparadas para aceitar e ajudá-las a enfrentar a dura realidade de uma sociedade que condena tudo que não segue os seus padrões.

Em diversos casos, mesmo na própria família, podem ser vítimas de muito sofrimento e humilhação, o que faz com que diversas dessas pessoas busquem outro caminho, podendo acabar marginalizadas.

No entanto, assim como existem familiares que condenam, existem também aqueles que oferecem o seu apoio incondicional e ajudam essas pessoas a se sentir acolhidas e amadas sempre, lutando para que encontrem sua verdadeira essência e a expressem ao mundo com autenticidade.

Jaciana Batista, uma mulher de São Paulo, tem três filhos: Nicoly, de 13 anos; Edgar, de 10; e Gustavo, de 7. Gustavo é uma pessoa trans, e demonstrou sinais disso desde os 2 anos.

Dentre todas as maneiras de lidar com a realidade do filho, ela escolheu a mais especial: entender a sua realidade, fazer com ele se sentisse amado, cuidado e respeitado, e buscar seus direitos.

Em seu perfil no Instagram, onde posta muitas coisas sobre a rotina com os filhos e a realidade de criar um trans, Jaciana compartilhou recentemente uma grande conquista de toda a família: a retificação do nome do filho na certidão de nascimento.

O nome antigo foi substituído por Gustavo, e o menino aparece muito feliz na foto, como se estivesse segurando nas mãos a realização do próprio sonho.

2menino trans de 7 anos comemora retificacao de nome na certidao de nascimento

Reprodução Instagram / @jacianaegustavinho

Certamente, essa mudança inundou o seu coração de alegria, já que é o começo da luta por algo que sempre desejou. Em uma cartinha de Gustavo, também publicada pela mãe na rede social, o menino pediu ao “Papai do céu” para ser um menino de verdade, porque as pessoas não entendem a sua realidade, e isso “machuca o seu coração”.

3menino trans de 7 anos comemora retificacao de nome na certidao de nascimento

Reprodução Instagram / @jacianaegustavinho

No Brasil, o “nome social” é o nome pelo qual pessoas transgêneros e travestis querem ser chamadas, e pode ser incluído nos documentos de identificação (RG e CPF). Segundo o Decreto Federal n° 9.278/2018, qualquer indivíduo tem direito à inclusão do nome social no documento de identidade, desde que apresente um requerimento, não importa a idade.

Em se tratando de crianças e adolescentes, os pais ou responsáveis assinam o requerimento. Dessa forma, não ocorre mudança do nome do registro civil, apenas a inclusão do nome social, que pode ser excluído posteriormente.

Se os menores destransicionarem futuramente, é possível reverter o processo.

Comente!

5 ervas que você pode cultivar dentro d’água durante todo o ano

Artigo Anterior

A noção passa longe destes 4 signos. São muito indelicados e intrometidos!

Próximo artigo