Comportamento

“Meninos dançam com meninas”: mãe corrige filho com síndrome de Down, que teria dançado com amigo

A chef de cozinha, Samantha Vallejo-Nágera, chamou seu filho à atenção, em vídeo, na rede social, e foi duramente criticada por seguidores.



Na Espanha, uma personalidade acabou protagonizando um caso que tem dividido opiniões do público. A chef de cozinha Samantha Vallejo-Nágera, muito conhecida em seu país por integrar o júri do Masterchef Espanha e por compartilhar a rotina com seus quatro filhos no Instagram, teria ensinado a um deles que garotos só podem dançar com garotas.

Patrick, também apelidado de Roscón, já foi notícia quando a mãe anunciou que ele seria garoto-propaganda da loja de roupas Zara.

Foi a primeira vez que a marca colocou uma pessoa com síndrome de Down em uma de suas campanhas, o que representa um grande salto tanto para a representatividade quanto para a empresa.


Samantha compartilhou em seu perfil pessoal um vídeo, no dia 31 de janeiro, em que faz com seu filho Patrick uma receita de panquecas para domingo de manhã.

Durante as gravações, os dois vão conversando e a criança, que tem apenas 13 anos, conta que, em uma festa, dançou com um amigo.

A mãe pergunta se ele era menino, quando o filho confirma que sim, e ela o corrige, dizendo que meninos só podem dançar com meninas.

A publicação teve mais de 780 mil visualizações e quase 6 mil comentários, em sua maioria questionando e criticando a postura da chef. Mesmo sendo querida por seus seguidores, eles não deixam de reforçar que ela estaria promovendo uma educação homofóbica, além de incentivar que uma criança de 13 anos já tenha comportamentos de um indivíduo mais velho.


 




Ver essa foto no Instagram



 

Uma publicação compartilhada por 𝐒𝐚𝗺𝐚𝐧𝐭𝐡𝐚 𝐕𝐚𝐥𝐥𝐞𝐣𝗼-𝐍𝐚𝐠𝐞𝐫𝐚 (@samyspain)

Essa não é a primeira vez que Samantha envolve o filho em uma polêmica. Em seu blog, a cozinheira escreveu que, quando descobriu que seu filho tinha síndrome de Down, seu mundo desabou, mas que garante que essa foi a primeira e última má notícia que seu filho lhe deu.

O texto desagradou a muitas pessoas, principalmente familiares e pessoas com síndrome de Down, que lutam para conseguir diminuir o preconceito da população em relação ao excesso de cromossomos.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@samyspain.

Samantha vem de uma família muito conhecida em sua região, neta do importante psiquiatra Antonio Vallejo-Nágera, filha do engenheiro José Ignacio Vallejo-Nágera Botas e sobrinha do psiquiatra e professor Juan Antonio Vallejo-Nágera Botas. A chef estudou com um dos mais proeminentes cozinheiros do mundo em Lyon, o francês Paul Bocuse. Desde 2013, ela integra o time de jurados do Masterchef de seu país, junto com Pepe Rodríguez e Jordi Cruz.

Entre os principais comentários no vídeo publicado no fim de janeiro, muitos destacam que Samantha é uma ótima personalidade, mas que deveria criar seus filhos de maneira menos preconceituosa. Outros afirmam que os meninos podem dançar com quem quiser, pois são livres para fazer as próprias escolhas.

Alguns tratam a situação com ironia, pedindo que a chef adicione um pouco de respeito e tolerância em sua massa de panqueca.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@samyspain.

Roscón, o menino de 13 anos, havia dançado com um amigo em uma festa da escola, e a situação havia sido encarada por ele como algo natural, tanto que não viu problema em compartilhar com sua mãe, enquanto gravavam o vídeo que seria postado em sua rede social.

Samantha perdeu seguidores com seu comentário, além de ser chamada de homofóbica e atrasada.

O que você acha desse caso?

Comente abaixo e compartilhe nas suas redes sociais para saber o que seus amigos pensam sobre isso!

Menino de apenas 6 anos é considerado “gênio da matemática” e ganha bolsa de estudos. Foi valorizado!

Artigo Anterior

Irmãos sobem o morro todos os dias para conseguir estudar. A prioridade deles é aprender!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.