Dinheiro

Mensagem sobre trabalho, dinheiro e criatividade

‘Agora Eu quero falar algumas coisas sobre o dinheiro. Em sua sociedade, as pessoas espirituais ou idealistas fazem do dinheiro um problema. O dinheiro é considerado pecaminoso, uma energia inferior. Este é o resultado que vocês chegaram ao associarem o dinheiro com o poder e a riqueza conseguida às custas dos outros. O dinheiro praticamente chegou a ser sinônimo de poder. Esta associação é uma das razões pelas quais o fluxo da abundância material foi bloqueado em seu campo de energia.



Mas o dinheiro é inocente. O dinheiro é um fluxo de energia que realmente implica em pura potencialidade. O dinheiro oferece oportunidades, o dinheiro é potencialidade; não há nada de mau nisto. E também não é verdade que, ao receberem dinheiro, vocês vivem às custas dos outros. Com o dinheiro vocês são capazes de criar coisas que beneficiam os outros. Neste sentido, receber mais é criar mais. Inclusive, esta espiral criativa sempre gera um fluxo de doação, de modo que dar e receber estejam equilibrados. Este é o modo do coração. Portanto, não tenham medo de receber dinheiro.

Vocês podem não estar conscientes do fato de que estão bloqueando o fluxo do dinheiro, de que têm uma tácita aversão pelo dinheiro. Passem alguns instantes examinando seus pensamentos e emoções a respeito do dinheiro e vocês poderão ver facilmente como eles estão obstruindo o fluxo da abundância em sua vida. Freqüentemente existe o aspecto de não se permitirem tê-lo. Além disso, vocês têm idéias negativas a respeito do que é o dinheiro e do que ele representa.

Especialmente os Trabalhadores da Luz, almas com um grande gosto pelo espiritual, associam o dinheiro com o desprezível, o vulgar, aquilo que tem que ser transcendido. Aqui estão em ação muitas crenças que vêm de vidas passadas onde imperava a austeridade e a abstinência do mundo material. Vidas que freqüentemente foram passadas em solidão, direcionadas somente à liberação espiritual. A energia destas vidas passadas ainda ressoa por todo seu campo de energia. Isto dá como resultado uma tipo de “rigor” que os está limitando.


A abundância material é algo natural: vocês estão destinados a desfrutar da vida na Terra! É natural amar a Terra e tudo o que ela oferece, e sentir prazer com as coisas lindas e encantadoras. Amar a Terra e a realidade material cria um fluxo de abundância. A Terra quer lhes prover de tudo o que vocês necessitam, não só crescer e evoluir como um ser espiritual, mas também simplesmente desfrutar da vida como um ser humano.

Portanto, por favor, considerem sua atitude para com a abundância material num nível mais profundo, e sintam como este fluxo lhes oferece a possibilidade de construir uma Nova Terra, de realizar seus sonhos no plano mais denso da realidade. Este não é o momento de separar-se da sociedade, de meditar sozinho no topo de uma montanha. É o momento de participar. É o momento de permitir que sua energia flua neste mundo e de receber livremente tudo o que volte para vocês em recompensa. Não tenham medo de receber abundância. Honrar a sua própria entrada de dinheiro, receber o suficiente em troca dos seus esforços, é parte de ser um ser humano espiritual bem equilibrado.

Quero falar mais um pouco a respeito da palavra “suficiente”.

Eu lhes disse que a energia do coração se caracteriza pelo “fluxo da naturalidade”. Quando as coisas dão certo e aparecem espontaneamente no seu caminho, isto é sinal de que vocês se movem com o fluxo de seu coração. Outro fluxo de energia que pertence ao coração é o “fluxo do suficiente”. “Suficiente” significa: tudo o que eu necessito aqui e agora está disponível para mim e eu o desfruto. Viver no fluxo do suficiente significa que vocês com freqüência se sentem satisfeitos e agradecidos com tudo o que têm. Vocês se sentem alimentados por aquilo que os rodeia no nível material, emocional, mental e espiritual. Isto é abundância. Isto é ter o suficiente.


A questão da abundância material é que a quantidade (o muito ou o pouco que vocês tenham) não está necessariamente relacionada com a quantidade de prazer que experimentam. O ponto chave é descobrir o tipo de abundância material que os faz sentir satisfeitos e completos. Para algumas pessoas, isto pode significar viver sozinhos em uma cabana afastada, onde possam desfrutar da natureza ao máximo. Para outros, isto pode implicar num luxuoso apartamento em um local onde possam desfrutar da atividade e do movimento da cidade. Não há nenhum julgamento sobre isto da nossa parte, nem da parte de Deus ou do Espírito.

A chave é encontrar o fluxo que os faz felizes, que lhes dá a sensação de que vivem a vida ao máximo. Esse é o fluxo do suficiente. O “suficiente” é um sentimento, não é uma coisa.
Se vocês se sentirem fora deste fluxo, olhem para todas as coisas que os rodeiam agora e interpretem isto como uma mensagem energética para vocês mesmos. “É assim que eu crio a realidade agora”. Não se julguem. Em seguida, sintam a energia de seu ambiente atual – seja sua casa, sua vida social ou seu trabalho – e comparem isto com os desejos do seu coração. Ao fazer isto, vocês se conscientizam da “falta”, daquilo que não está aí. Não se estendam na insatisfação.
Este não é um exercício para fazer com que se sintam mal. O propósito é que vocês se permitam sentir, no fundo de si mesmos, que há coisas que gostariam de trazer para sua vida. Esta compreensão silenciosa é o maior ímã para a mudança. Vocês não têm que fazer nada em relação a isso. A conscientização do que vocês desejam é suficiente.


Não é necessário forçar a mudança no nível material. A chave é sentir profundamente (mas não emocionalmente) o que vocês desejam e logo deixar isto nas mãos de seu coração. Simplesmente liberem-no e confiem. As coisas começarão a mudar em suas vidas. Talvez os velhos padrões, empregos, e relacionamentos desapareçam primeiro. Vocês podem confiar que aquilo de que estão sentido falta aparecerá espontaneamente em seu caminho; entrará em sua vida com naturalidade e elegância. A sua honestidade e coragem de “permanecer leal aos desejos do seu coração” é que lhes trará a “realidade do suficiente”.

Há o suficiente para todos vocês. “Suficiente” é o estado natural do ser.

Todos vocês estão aqui para experimentar o suficiente; o fluxo do suficiente está disponível para todos vocês. Não tem nenhum sentido conformar-se com menos. Não é verdade que vocês se tornarão melhores (mentalmente ou espiritualmente) por meio da abstinência ou da pobreza auto imposta. Vocês poderiam inclusive desenvolver sentimentos de amargura ou de hostilidade devido a isto. Por favor não tentem encontrar algum tipo de justificativa espiritual para a sua falta de abundância. Todos vocês estão aqui para desfrutar da vida ao máximo, para permitir que a sua energia criativa flua no mundo e para receber a prosperidade em troca.”

google_ad_client = "ca-pub-6113917142208042";/* banner468 */google_ad_slot = "4432377819";google_ad_width = 468;

google_ad_height = 60;// ]]>
// ]]>

Outono: tempo de perdas e ganhos

Artigo Anterior

Copo meio cheio ou meio vazio?

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.