AutoconhecimentoMensagem de ReflexãoMensagens

O que fazer com as mentirinhas?

Muitas vezes não nos demos conta de que qualquer mentirinha, mesmo aquelas que achamos ser saudáveis, pode prejudicar e muito a nós mesmos. Algumas pessoas têm por hábito inventar ou fazer rodeios para não admitirem a verdade ou para não confrontarem seus desafios. Acham que estão enganando o outro e que está bom assim. Esquecem de que a integridade é um ingrediente importantíssimo para que seu poder pessoal e de decisão não seja testado tão constantemente.



Vejamos um exemplo bem simples e que parece não causar danos. Você marcou uma reunião importante no seu trabalho, no final do expediente, só que a sua irmã está de aniversário e de última hora a sua mãe resolveu fazer uma festa surpresa, contando com sua ajuda. O que é comum fazer? De primeira, você vai pensar em inventar uma história para desmarcar a reunião, pois afinal de contas é sua irmã. E sua mãe conta contigo. Porém, a reunião é muito importante, até para o sucesso de sua carreira que pode ficar comprometida com essa falta. Mas como falar para seu chefe que você quer faltar a reunião por causa de um simples aniversário? Como resolver isto?

Diante de uma situação como esta, geralmente sofremos um bom tempo porque queremos agradar a todos: chefe, irmã e mãe. É uma decisão difícil porque estamos preocupados em atender a necessidade do outro, deixando de perceber o que é importante para nós mesmos.

E é bem provável que essa seja apenas uma situação. Se formos analisar profundamente, essas situações devem acontecer constantemente. No entanto, precisamos refletir porque atraiamos sempre situações como esta?


Nesse momento, para decidir, o recomendado é sentir o coração e se desapegar de algo. Já diz o ditado: “cada decisão tomada, uma renúncia precisa ser feita”. Depois, se perguntar o que realmente queremos. E arcar com as consequências da escolha feita.

Em seguida, avaliar profundamente a situação e criar mentalmente as situações que podem acontecer se a escolha for uma ou a outra. Por fim, pensar como vou “me agradar”? Nesse instante, você deve estar se perguntando: posso conciliar as duas coisas? Eu digo que conciliar as duas coisas pode ser arriscado, pois continuaremos preocupados em agradar os outros. E mais, pode não dar certo. De repente se envolver com ambas as situações, pode ser um problema. Isto porque continuaremos nos enganando e deixando de fazer o que nos agrada, o que é importante para nós e não para os outros.

Precisamos entender que a energia que envolve as pessoas íntegras é um campo de força poderoso! Por isso, quando deixamos de ter integridade conosco, damos nosso poder pessoal para outra pessoa. E mais quem duvida do seu poder, dá poder as suas dúvidas. Por isso não fique em dúvida do que quer, apenas assuma de uma vez por todas, o que é bom para si mesmo. E saiba que a melhor escolha é a sua.

Por Cátia Bazzan – Autora do livro Ame Quem Você É – Saiba que a melhor escolha é a sua / Proprietária do Espaço do Céu – Centro de Terapia Holística.


Organize sua vida!

Artigo Anterior

Conquiste seu sucesso admirando as outras pessoas!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.