Frases

Meryl Streep: 11 reflexões de uma grande mulher!

capa site Meryl Streep 11 reflexoes de uma grande mulher

Em inúmeros momentos importantes de sua carreira, a atriz Meryl Streep usou sua voz para tentar passar lições valiosas ao público e à classe artística.

Considerada a melhor atriz de todos os tempos, Meryl Louise Streep nasceu em 25 de junho de 1949 e trabalha como artista desde a década de 1970, colecionando prêmios de suas mais variadas atuações. Desde quando atuava apenas em papéis secundários, ela mostrou ao mundo sua capacidade, entrando de cabeça nos personagens e se tornando um exemplo de flexibilidade, como no emprego de diferentes sotaques.

Indicada 21 vezes ao Oscar, Meryl é a atriz que mais coleciona indicações — ganhou três vezes a estatueta: um como Melhor Atriz Coadjuvante, em “Kramer vs Kramer” (1979), e dois como Melhor Atriz em “A escolha de Sofia” (1982) e “A dama de ferro” (2011). Além de ser uma artista referência para inúmeras outras da profissão, Streep também é considerada um exemplo de mulher que aos 72 anos atua com independência nas mais variadas áreas.

Em vários momentos, Meryl usou o microfone para tecer sensíveis e impactantes frases a respeito da capacidade e dos desafios de ser mulher em nossa sociedade, além de oferecer dicas a todas que estão passando por momentos cruciais em suas vidas. As frases foram retiradas de entrevistas, de agradecimentos e discursos em premiações e até mesmo de bate-papos informais ao longo de sua carreira.

Vamos conferir o que Meryl Streep, como potência e destaque em sua profissão? Abaixo reunimos x reflexões da atriz:

1. Concentre-se em ser brilhante, não bonita

“Meu conselho: não perca tanto tempo se preocupando com sua pele ou seu peso. Desenvolva o que você faz, o que você coloca suas mãos no mundo.”

Meryl Streep se formou na Universidade de Yale e agregou ao currículo um mestrado em Belas Artes. Desde muito nova, teve sua beleza questionada por inúmeros produtores e diretores, que não se importavam tanto com o impacto do seu trabalho, mas apenas com sua aparência. Segundo reportagem da Vogue, a atriz decidiu se aprofundar ainda mais nas técnicas artísticas, o que lhe conferiu uma capacidade de assumir papéis de alta complexidade.

2. Cabeça nas nuvens, pés no chão

“Tento levar uma vida o mais comum possível. Você não pode ser mimado se passar a ferro por conta própria.”

A imprensa internacional a coloca como a melhor atriz dos últimos tempos, sendo recordista em indicações a premiações, e ficando lado a lado com as melhores de sua categoria. Depois de tantos trabalhos de destaque, o que se esperaria de uma mulher como Meryl é que ela desfrutasse de suas riquezas, mas em uma reportagem do The Telegraph, a atriz opta por executar inúmeros processos do seu dia a dia que poderia terceirizar. É justamente por isso que possui uma compreensão maior acerca do comportamento humano, de lugares, espaços, disputas, lutas, tragédias e vitórias, porque seguiu experienciando a vida.

3. Nunca peça desculpas por ser você mesmo

“Gosto de quem sou agora. Outras pessoas podem não gostar. Estou confortável.”

Por ser atriz de Hollywood, um dos maiores problemas que enfrentou foi em relação à sua aparência. Segundo o The Telegraph, ela foi recusada para estrelar “King Kong” porque era “muito gorda, muito feia e com um nariz muito grande”. É claro que Streep passou por vários momentos de insegurança ao longo da carreira, chegando a nem sequer conseguir assistir aos próprios filmes por não querer se ver na tela. Atualmente ela encara de maneira oposta, e atua incansavelmente tentando mudar a visão de outras mulheres sobre como devem enxergar a si mesmas, assumindo quem são e sem se desculpar por sua aparência ou personalidade.

4. Afaste-se dos inimigos, começando por você

“Coloque antolhos nas coisas que conspiram para te impedir, especialmente as que estão em sua própria cabeça.”

Segundo reportagem da revista Vogue, a atriz gosta sempre de enfatizar a necessidade que temos de nos afastar de tudo aquilo que nos faz mal e reduz nossa capacidade de atuação. Sempre vão existir críticas prontas a nos desestabilizar, prontas a nos fazer desistir, mas precisamos confiar em nós mesmos em primeiro lugar. A melhor coisa, de acordo com a artista, é justamente bloquear aquilo que nos faz crer no oposto, e isso inclui o próprio pensamento.

5. Encontre o molde e quebre-o

“Eu acho que você encontra seu próprio caminho. Você tem suas próprias regras. Você tem sua própria compreensão de si mesmo, e é com isso que você vai contar. No final, é o que parece certo para você. Não o que sua mãe lhe disse. Não o que alguma atriz lhe disse. Não o que qualquer outra pessoa lhe disse, mas a voz mansa e delicada.”

Para iniciar qualquer carreira de sucesso — independentemente da área —, é preciso aprender a técnica e as inúmeras formas teóricas de aplicar aqueles ensinamentos. Depois de assistir aos outros em ação, de compreender como se dão os mais variados processos, é hora de tentar se aventurar em formas únicas, criadas por você para que sua adaptação seja ainda mais rápida. Porque, no fim das contas, é extremamente importante que sigamos as regras, mas o que vai nos colocar em destaque é justamente reconhecer o momento certo de quebrá-las.

6. Coisas boas levam tempo

“É bom se esforçar e fazer o que você não necessariamente quer fazer, que se você não for automaticamente bom nisso, você deve continuar.”

É comum assistirmos a inúmeros jovens abandonando aquilo que juravam que iriam se dar bem porque não conseguiram se adaptar, porque sentiram que erraram demais ou porque não sentiram que fizeram progressos. Com a urgência em mostrar resultados, acabamos nos esquecendo que o sucesso vem a partir de um comprometimento verdadeiro com aquilo que acreditamos, e isso geralmente leva anos para render frutos. É preciso paciência e muita persistência para obter os resultados desejados, e podemos ver isso ao longo da trajetória profissional da atriz, que demorou anos para ser indicada a um prêmio relevante como atriz, assim como precisou enfrentar trabalhos que atualmente considera péssimos.

7. A idade é apenas um número

“Você tem que aceitar envelhecer. A vida é preciosa e, quando você perde muitas pessoas, percebe que cada dia é um presente.”

Poucas são as atrizes que conseguem se destacar verdadeiramente no cinema depois que passam dos 50 anos, e muitas das que conseguem não assumem papéis que gostariam, porque são obrigadas a abraçar o envelhecimento como algo ruim. Meryl Streep já mostrou em vários momentos que essa não deve ser a verdade, e que mais mulheres como ela precisam lutar por seus espaços, recusando-se a assumir os estereótipos que a indústria cria.

8. As ações valem mais que as palavras

“Deixo que as ações da minha vida representem o que sou como ser humano. Contenha-se com isso, não com as palavras.”

Segundo reportagem da Inc.com, a atriz sempre defendeu de maneira ativa os resultados muito mais do que o destaque. Enaltecer outras mulheres, ser gentil com atrizes que estão começando, usar sua posição de destaque para assumir compromissos não apenas com a sociedade em trabalhos filantrópicos, mas também com outras mulheres, que a tomam como referência para conseguir trilhar um caminho de sucesso.

9. É extremamente importante saber reconhecer seu lugar no mundo

“A grande dádiva dos humanos é que temos o poder da empatia.”

Assim como não devemos aceitar que nos coloquem para baixo por motivos fúteis, como aparência, também devemos saber exatamente o momento de baixar a bola. Nem tudo diz respeito a nós, nem todas as ações são tomadas com intuito expresso de nos atingir. É preciso também reconhecer nossa insignificância e tentar nos colocar no lugar do outro,a fim de enxergar e compreender o que passa para sermos mais tolerantes.

10. Assim como nossas qualidades, nossas falhas também têm importância

“Você não pode suprimir as coisas que nos tornam humanos. É inútil tentar.”

Uma reportagem da Inc.com, que destaca as principais frases da atriz ao longo de sua carreira, mostra essa costura visível entre a atriz comprometida e a pessoa cheia de falhas, que luta para ser alguém melhor, mas que reconhece que são elas que a tornam essencialmente diferente dos demais. Seja nos aspectos físicos ou nos emocionais, a forma como cada um se apresenta no mundo faz com que as diferenças mereçam ser exaltadas.

11. Ouça mais e fale menos

“Ouvir é tudo. Ouvir é tudo. É isso que eu penso. E quero dizer isso em termos de antes de trabalhar, depois de trabalhar, entre o trabalho, com seus filhos, com seu marido, com seus amigos, com sua mãe, com seu pai. É tudo. E é onde você aprende tudo.”

Segundo uma reportagem da Marie Claire, a atriz deixou bem claro que uma das melhores formas de aprender acerca do mundo ou de qualquer outro assunto é ouvindo. Não importa qual seja a urgência, é sempre importante se despir da arrogância de querer apenas ouvir o som da própria voz e assumir que não se aprende e não se constrói nada sozinho. Querendo ou não, é apenas com a ajuda dos outros que os sonhos se tornam realidade.

Imagem de capa licenciada para o site O Segredo: Depositphotos