ColunistasComportamentoReflexão

Metamorfose ambulante!

“Eu prefiro ser essa metamorfose ambulante, do que ter aquela velha opinião formada sobre tudo.”



Grande Rauzito traduziu perfeitamente o valor da metamorfose do homem. Ou melhor, o valor do homem que vive uma metamorfose ambulante.

Que prefere mudar de opinião após tentativas frustradas, que não deram em nada.

Por que não mudar? Por que não se adequar? Pode ter certeza que é melhor do que continuar com “aquela velha opinião formada sobre tudo”.


Hoje eu te amo, amanhã eu percebo que te amar é um erro.

Hoje tenho um trabalho que só me dá dinheiro, em um instante percebo que estou perdendo o meu valioso tempo. Hoje tenho muitos amigos, amanhã percebo que metade eram colegas.

Hoje quero ir embora do Brasil, amanhã percebo que apesar dos pesares o Brasil é a minha pátria.

Hoje te dou atenção, amanhã percebo que só eu dou. Hoje sou sol, amanhã trovoada. Hoje sou um doce, amanhã TPM. Hoje tenho fôlego, amanhã cansei.


Cansei! E pra que gastar fôlego com o que não me dá resistência, só me cansa, me maltrata, me faz sofrer, doer e adoecer.

Então, é melhor mudar e ser essa metamorfose ambulante que todos chamam de louca, bipolar, do que passar ridículo regando um solo infértil.

Seja então um louco consciente!

Por trás de toda mudança repentina, há um longo caminho percorrido.


Ninguém muda do dia para a noite, quem percebeu no outro uma mudança repentina, é porque estava preocupado demais consigo pra perceber os sinais ao longo do caminho.

Não existe: Ela mudou do nada!

Algo aconteceu enquanto você estava preocupado demais com o seu mundo, com o seu ego, com o seu individualismo.

Portanto, liberte o Raul que está dentro de você sem culpa alguma e viva essa metamorfose ambulante.


O que é ideal para você?

Artigo Anterior

Você tem visto códigos espirituais como 11:11 – 22:22 – 33:33 ?

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.