AmorO SegredoReflexão

Metamorfose

Nem todo amor acaba, amor também se transforma. Você insistiu que não daria certo, mas todo final de semana me manda aquela mensagem “como está seu final de semana?”, “você está comendo bem?” ou coisas como “toma juízo, não encha a cara”... E no começo foi uma droga, porque embora nossa relação não estivesse bem, ainda tinha sentimento. E eu chorava, gritava e me acabava na bebida e no cigarro, querendo entorpecer a alma porque o coração doía de mais. Eu te amava; amei como nunca amei ninguém, mas não é e não foi suficiente.



Então me explica, por quê? Por que você saiu da minha vida como um sopro, mas ainda está presente nela todos os dias?

Como aquele sábado que você apareceu em casa do nada, fizemos lanche, conversamos e depois deitamos no colchão na sala e apagamos. Acordamos apenas no dia seguinte, e cada um foi pro seu canto. E depois de cada cerveja juntos, tem aquele olhar, olhar de menina, o que faço com você?. Diga-me, criatura, o que você quer de mim? Mas aí, parei e pensei. A verdade estava mais em mim no que nele, era óbvio.

Quando estávamos juntos, sempre tinha aquele sentimento de admiração, de olhar para aquela pessoa e sentir orgulho. Querer cuidar mesmo estando longe, bem longe, ou mesmo estando bem perto mais ainda não poder tocá-la. A verdade é que, aquele homem que tanto amei, virou parte de mim, meu amor virou meu melhor amigo, e sendo meu melhor amigo, nunca deixei de amar.


Não sei se esse tipo de coisa acontece com freqüência por aí, mas você tem que ser forte quando ele diz que está feliz com a nova namorada, que ela trouxe a paz que ele tanto precisava, porque você vai se matar de ciúme por dentro, mas ao mesmo tempo muito feliz por ele. E quando ele precisar de alguma coisa, você vai pensar “por que não pede pra fulana fazer?”, mas aí percebe que a confiança que ele deposita em você é tão grande, que só você pode marcar uma consulta médica. É tão doloroso quanto gratificante. Porque só de saber que ele está ali, é refresco pro coração.

Existe sim, a possibilidade de um amor se transformar em amizade, pura e verdadeira. Porque amor não acaba, se transforma. Se não se transformou em nada, nem que seja ódio, não era amor. Existe sim, a possibilidade de estar bem, de abraçar e deitar ao lado de uma pessoa que antes era teu tudo, sem tremer todo, apenas passando pela cabeça o quanto aquela pessoa é especial e o quanto você a quer por perto, não com intenções, mas porque simplesmente aquela pessoa te faz bem. E você me faz bem. Embora seja uma bomba relógio, pronta para explodir, porque por mais que ainda seja amor, até onde ele vai se transformar?

Hoje eu escolho sorrir e não amargar a minha vida por nada nem ninguém!

Artigo Anterior

Você é dono do seu destino, mesmo que ainda não saiba disso

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.