publicidade

Métodos de limpeza e energização dos cristais:

Toda pedra/cristal precisa ser limpo e energizado sempre quando:

1. For adquirido pela primeira vez, seja ele ganhado ou comprado e;



2. Quando já tiver sido utilizado várias vezes tanto pelo(a) próprio(a) dono(a) quanto para outra pessoa. Após limpos e energizados e caso não sejam utilizados logo, podem ser guardados por até dois meses em recipientes só para eles dentro de saquinhos (opcional) que podem ser de papel, plástico ou tecido (de preferência os de algodão, brancos ou de outras cores mais suaves ou mesmo escuras, não importa). No caso, um saquinho que não seja o que normalmente vem quando se adquire é sempre um novo. Os saquinhos de papel são mais práticos porque além de virem prontos para o uso, ainda se pode escrever o nome da pedra/cristal neles como eu mesma faço. Quanto ao recipiente para colocar os saquinhos com as pedras dentro, eu uso uma caixa de madeira artesanal de tamanho médio para caber as pedras que tenho. A pessoa escolhe o que for mais conveniente para ela, desde que fiquem bem armazenadas e sem perigo de alguém mexer.

Quando se utiliza um cristal para usar novamente no dia seguinte ou no máximo até uma semana, basta apenas limpar as pedras, sem precisar energizá-las, exceto se for em outra pessoa.

A partir de uma semana contínua de uso e numa mesma pessoa, é preciso energizar novamente depois de limpar. É bom adquirir vários cristais de uma mesma espécie a fim de ficar mais prático para quem trabalha exclusivamente com a cristaloterapia (terapia com cristais). Assim ficaria uma pedra para cada pessoa que vai se tratar quando se refere à várias pessoas, especialmente quando precisam das mesmas pedras, dessa forma evitando-se de ter de limpar e energizá-las para serem usadas em outra pessoa, já que é preciso remover a energia da pessoa anterior.



Seguem agora os métodos de limpar as pedras para depois energizá-las: Limpeza dos cristais

Existem várias maneiras de limpar as pedras/cristais, incluindo lavá-las diretamente sob as águas de cachoeira, água de chuva, correntezas de rios limpos, etc, mas a que considero mais prática e eficiente também, sem dúvida é lavá-las direto na água da torneira mesmo e não precisa ser filtrada, mesmo porque pela água de chuva dependendo da localidade em que se encontra, ela viria mais suja do que limpa, visto que a água pode cair em lugares sujos antes de cair sobre os cristais; a água de cachoeira e de correnteza de rios limpos ficaria de difícil acesso para a maioria das pessoas que moram mais nas cidades. Há também quem mergulhe na água e sal grosso ou fino, mas não é muito aconselhável, já que podem muitas vezes danificar algumas pedras principalmente as que possuem metal em sua composição, além de alterar a coloração de muitas delas. Há a técnica de limpeza do incenso, principalmente os próprios para limpeza; a técnica usando alguns chás como o chá de artemísia ou de sálvia que deve ser utilizado depois de frio e coado para imergi-los por algumas horinhas. As próprias pedras em água da torneira mesmo ou mineral deixadas imersas por algumas horas (que varia de 1 a 2 horas) sob o sol ou não, apesar do sol também pode danificar ou descolorir algumas pedras, assim como o sal, sem falar que há regiões e épocas em que dificilmente irradia a luz solar e aí depender disso ficaria bastante restrito. Soprar a pedra depois de usada também pode ser feito para limpeza rápida. Enfim, cada pessoa escolhe o método mais adequado, prático e eficiente de fazer a limpeza dos cristais. Eu uso há muito tempo o primeiro método, o de lavar em água corrente e deixá-las secar naturalmente à sombra em uma toalha felpuda branca apoiada numa bandeja de isopor, e tem dado ótimos resultados sem nenhum trabalho e sem nenhum problema. Aprendi num livro específico e num curso de terapias com cristais e nunca mais abandonei esse método.


Energização dos cristais:

Já para energizar os cristais há mais opções: Pela defumação com incenso (usado para energização). Postos de molho na água e sal grosso (desaconselháveis em alguns casos dependendo das pedras) ou mesmo no próprio recipiente com sal sem água por algumas horas (geralmente por duas horas).


Na terra, deixando pelo tempo que achar necessário como se fosse enterrar uma semente (neste caso uma terra boa e limpa, mas nesses casos a pedra não poderá ter nenhuma rachadura pois ficará manchada). Postos de molho somente em água e sob o sol, ou não (neste caso, estando sob o sol da manhã de preferência, e até às 10:00, tomar o devido cuidado com as pedras sensíveis ao raios solares e por no máximo duas horas) e se for somente na água, pode ser deixado por 12 horas, sob o luar a noite toda, especialmente na fase da lua cheia, deixando uma peneira fina em cima para não cair sujeiras. Colocando-as ao redor de uma drusa ou cristal gerador (depois de lavado e secado naturalmente) e deixando pelo tempo que for necessário. Agora, para quem lida com a radiestesia/radiônica, o mais prático seria depois de limpas e secas naturalmente, colocar as pedras no meio de um gráfico radiônico, especialmente o da “alta vitalidade” que é um gráfico de quatro círculos onde ao centro e horizontalmente se encontram os números 7 e 9 repetidos havendo alteração do número 1 na frente e uma única vez em alguns.

Neste gráfico depois de potencializá-lo com o pêndulo 21 vezes, colocam-se as pedras nele por 24 horas e as pedras estarão perfeitamente energizadas. Eu mesma utilizo este método por ser um dos mais práticos, mas para quem não tem este gráfico, pode ser adquirido em lojas virtuais, desde que seja de material resistente, mas também pode-se obter um por imagem, copiar, imprimir num papel cartão ou sulfite e mandar plastificar, porém para uso constante, recomendo o de material rígido.

Caso você não faça uso do pêndulo, passe apenas um pano macio escuro e limpo por 21 vezes ou várias vezes que achar necessário em círculo no gráfico, antes de colocar as pedras ao centro. Pelo próprio pêndulo para quem o utiliza, também pode-se energizar as pedras girando em sentido horário por várias vezes sobre elas. Há também quem sopre cada pedra para voltar a energizá-las e esfregue as pedras entre as mãos ou depois de esfregá-las, põe as pedras entre elas. Tanto a limpeza quanto a energização das pedras não param por aí, há muitas outras maneiras criativas e eficientes que cada um pode desenvolver a sua conforme o tempo de utilização desses maravilhosos meios terapêuticos que são os cristais e só com a experiência de cada um e com cada pedra é que se dá para escolher o melhor método. (alguns métodos já estão sendo descontinuados por muitos terapeutas, como por exemplo, o sal grosso na água e em quantidades fixas, de tempos prefixados para limpar e energizar etc). Hoje se analisa mais a reação química de cada pedra e também a intuição mediante a prática de cada um sem se prender a regras fixas e sem fundamento lógico.


Cuidados com os cristais/pedras

Sempre que for mexer e lidar com as pedras não o faça com as mãos sujas e nem quando estiver com emoções negativas como a raiva, o medo, a insegurança, etc, nestes casos seria bom se acalmar primeiro. Esfregar as mãos juntas até senti-las quentes antes de pegá-las não é uma regra essencial, mas se torna uma prática benéfica; também não é bom deixar outras pessoas tocarem nas suas pedras depois de limpas e energizadas.

Os cristais captam nossas energias mais rápido que qualquer outro objeto terapêutico, por isso esse cuidado é fundamental. Os cristais que vão ser usados para uso terapêutico não podem ser deixados próximos de aparelhos eletroeletrônicos pela interferência dos mesmos, podendo alterar suas energias. A programação das pedras e cristais não se faz necessária, exceto para os que acreditam que sem realizar esse procedimento, as pedras/cristais não vão funcionar. Uma breve meditação com as pedras na hora de utilizá-las já é suficiente para transmitir mais energia.

Mas caso tenha se esquecido de fazê-lo, não se preocupe, elas vão funcionar da mesma forma. Ainda sobrevivem muitas falsas crenças sobre o uso dos cristais que acabam limitando quem os utiliza, sem comprovação lógica.

Siga apenas o que acredita ser para si mesmo e seja livre para experimentar e provar a veracidade ou não do que dizem.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.