ColunistasO SegredoRelacionamentos

Meu ex está feliz com seu novo amor. Onde eu errei?

É bastante comum pessoas recém-saídas de relacionamentos abusivos, terem grandes questionamentos sobre o fato que o/a ex abusivo(a) conheceu outra pessoa e parece “estar muito feliz” em sua rede social.



Questionam o porquê de não terem conseguido essa mesma felicidade e se perguntam se, afinal, o abusador não tinha razão quando dizia que a culpa da relação não ter dado certo não foi mesmo sua.

Então.

Você foi espiar o ex abusivo e se deparou com fotos maravilhosas de cenários e viagens românticas feitas com seu “novo amor”? Ou quem sabe até viu fotos do casamento, apenas alguns meses depois de ter saído de sua vida, derrubando e destruindo tudo em seu caminho, como um pombo cheio de razão após anos de abuso? Ficou arrasada(o)?


Pois, deixe-me contar uma coisa a vocês: quando vir fotografias de um ex abusador com “seu novo amor” você já deverá saber com quem o seu novo alvo está lidando, e, portanto, ao invés de sofrimento, sinta pena.

Pena por saber que outra pessoa chegou ali cheia de sonhos e que logo os verá destruídos com uma brutalidade sem precedentes e sem explicação. Se você fizer um esforço, saberá, inclusive, o que lhe acontecerá nos próximos meses ou anos.

Saiba que dali em diante será uma sucessão postagens de coisas que não fez contigo, ou de coisas que fez, de modo que elas percam aquele “caráter especial” que tinha para você. Saiba também que, assim como fez com você, fará promessas de felicidade eterna que jamais irá cumprir, tudo diante de centenas de amigos, expondo a pessoa ao ridículo. Agradeça por não ser você que terá de lidar com a vergonha de viver uma farsa publicamente.

Em um curto período de tempo, serão vários alvos, muitos com aquelas características que o ex abusador dizia detestar. Alguns alvos serão mais usados, e outros, menos, segundo sua conveniência. Não sendo mais convenientes, serão descartados, como você foi.


É possível prever também quando estiver chegando a fase da desvalorização, em que vai parar de postar e elogiar, que as fotos da felicidade sumirão de seu mural e que seu alvo começará a ser ignorado e descartado em público. Sim, é o mesmo ciclo que você já conhece tão bem: idealização, desvalorização e descarte.
Claro, talvez você, que está sofrendo muito nesse momento, não veja as coisas bem assim, mas acredite, é assim que são. Aceite isso lembrando que abusadores, sociopatas narcisistas e afins não vêm equipados com empatia, compaixão e consciência, portanto, nada mudou. Explico:
Abusadores emocionais parecem correr alegremente para fora do relacionamento, e, em tempo record, ir diretamente ver um lindo por-do-sol com os seus novos alvos, fazendo com que você se pergunte se talvez eles realmente não seriam capazes de amar ou se não deu certo com você porque VOCÊ não se “esforçou” o suficiente. Você se vê diante daquele final feliz que tanto desejou e se entristece profundamente. MAS ACREDITE: nunca há um final feliz com alguém sem escrúpulos.
Eles alegremente desfilam suas últimas vítimas em uma espécie de exposição para evocar ciúme e drama ou para mostrar a todos que já superou, que sua “fila andou”, que “você está perdendo”.


Como isso acontece realmente muito rápido, por si só já deverá ser para você um sinal de que eles não desenvolveram magicamente a consciência que não tinham ao seu lado.

Pessoas normais rompem, se entristecem (ainda que tenha sido aquele a romper), buscam o que houve de errado, elaboram seu luto e recomeçam, com cautela, tentando ser mais seletivos e corrigir erros do passado no novo relacionamento.

O narcisista patológico, não. Ele precisa ir à caça de novo “suprimento narcísico” imediatamente e isso nada tem a ver com sentimento. Sendo assim, é natural que você seja rapidamente substituída(o). Como são irresponsáveis e inconsequentes, muitas vezes chegarão a extremos como casar com a nova vítima após poucos meses.

Não fique confusa(o) se a pessoa escolhida tem TODAS as características que sempre disse odiar. Provavelmente estava mentindo para você. Para esses tipos, qualquer um que lhe seja conveniente naquele momento serve, mas…logo após a fase de “idealização” ou quando tiverem servido ao propósito, eles vão se cansar. Eles sempre se cansam.


Como não são capazes de verdadeiramente amar alguém, são tomados por uma constante aflição irritante que consome todos os seus pensamentos. Para se aliviar temporariamente, eles vão começar a corroer a identidade da nova vítima, brincando com os sentimentos dela para obter algum alívio rápido ou gratificação imediata.

Eventualmente, porém, isso não será o suficiente. Eles precisam de mais. Eles precisam ver a sua vítima se contorcer e implorar. Eles precisam que sua vítima se autodestrua e, para isso, iniciará a temida fase de “desvalorização”.
A esse ponto você acredita que a vítima vai sair correndo, certo? Não. Ela vai ser determinada (como você era, lembra?) para continuar a idealização; a fase dourada do início que “ela estragou”…. Ela agora precisa “ajudá-lo”…
Bem, a partir daí, uma história igualzinha a sua se desenvolverá. Tudo igual: COMEÇO, MEIO E FIM.


Dessa forma, você só vai ver a alegria e perfeição nesse novo relacionamento em suas fotos e páginas de redes sociais. Na intimidade do “novo casal” você, melhor do que ninguém, já sabe o que está acontecendo. Ou esqueceu?

É por essa razão que os sobreviventes devem parar de espiar o novo relacionamento. O que você vai ver nada mais é do que uma janela distorcida para um mundo de mentiras e interminável confusão.

O ciclo de abuso se repete sempre e sempre. Não há necessidade de saber se um sociopata narcisista ou abusador com qualquer denominação, de alguma forma, encontrou a verdadeira felicidade depois de ter-lhe prejudicado severamente. Ninguém que tratou você com tanto veneno, frieza, maldade e desprezo, será capaz de amar, DE REPENTE, um outro ser humano.


Um alguém olhando por ti…

Artigo Anterior

Você é presa fácil para um abusador?

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.