Comportamento

“Meu rosto reflete a minha vida, a minha alma, o que amei, o que sofri…”, diz Laura Cardoso aos 90 anos

capa meu rosto reflete a minha vida a minha alma o que amei o que sofri Laura Cardoso aos 90 anos

A atriz deu declarações inspiradoras sobre sua trajetória de vida.

Quando pensamos em grandes artistas, pode ser fácil apenas associá-los aos seus trabalhos profissionais e deixar de lado aspectos pessoais. Por exemplo, pensamos que essas pessoas têm vida perfeita, com saúde física, emocional e mental em dia e que não têm problemas para resolver, como a maioria de nós. No entanto, isso não é necessariamente verdade.

Artistas são humanos, como qualquer um de nós, com as próprias inseguranças, particularidades, defeitos, virtudes e lições a serem ensinadas. Algumas entrevistas e declarações mais voltadas para a vida pessoal dessas pessoas nos ajudam a conhecê-las melhor, bem como admirá-las ainda mais por sua personalidade.

Laura Cardoso é uma dos nomes que constantemente nos dão motivos para admirá-los. Uma das atrizes mais brilhantes de sua geração, aos 94 anos, ela já atuou em mais de 60 novelas e 20 longas-metragens, e coleciona papéis que marcaram gerações.

Quando celebrou 90 anos, ela deu uma entrevista ao jornal O Globo, em que se abriu sobre diversas questões, e nos mostrou que, além de incrível profissional, é uma mulher cheia de virtudes.

Preferindo ser reconhecida por sua inteligência, mesmo se considerando uma mulher charmosa, Laura foi sincera ao falar sobre autoestima, dizendo não ter nenhum problema com suas rugas, justificando que seu rosto reflete sua vida, alma e tudo que amou, bem como seu sofrimento.

Quando o tema abordado foi a velhice, a atriz aproveitou para falar de um hábito da sociedade, que é tratar os idosos como “robozinhos”, guiando-os a cada passo. Segundo destacou, a atriz não gosta do termo “melhor idade” para se referir aos idosos.

Sobre a maternidade, Laura assumiu que muitas vezes precisou renunciar um pouco a essa função em nome do trabalho, porém suas filhas sentiam sua falta, mas hoje são muito próximas. Mas garantiu não se arrepender dessa decisão e destacou que teve a sorte de ter uma mãe que sempre a apoiou.

Ainda sobre a carreira, a atriz pontuou ser feminista “desde garotinha” e que sofreu preconceito por ser mulher, afirmando que a sociedade não a via com dignidade. No entanto, disse não dar a mínima para isso e que sempre lutou muito por sua carreira.

Dona de uma personalidade que considera como “à frente de seu tempo”, Laura Cardoso revelou que não é fã da solidão e acredita que todos precisamos ter pessoas por perto para amar, conversar e olhar. Segundo ela, os seres humanos não nasceram para viver sozinhos.

Nem mesmo a morte parece assustar a atriz. Perguntada se teme deixar essa vida, ela respondeu que acredita tanto no próprio ponto de vista quanto no das religiões, e que não tem medo de nada porque, “quando a morte vem, não tem para onde correr”.

Chegar aos 90 anos com saúde é algo muito importante, especialmente nos dias de hoje, quando temos tantas oportunidades de sair da dieta e adotar um estilo de vida sedentário.

Laura tem as próprias estratégias de autocuidado, uma delas é andar a pé, algo de que gosta muito. Apesar disso, sem meias-palavras, disse não seguir dietas, deixando claro que é louca por doces e chocolate e agradecendo por não ter diabetes ou pressão alta. No entanto, algo que pode tê-la ajudado é o fato de não beber muito, apenas um pouco de vinho branco, às vezes.

0 %