2min. de leitura

Mil motivos para ficar até amanhã de manhã…

Um DVD antigo, um pacote de Doritos, uma Coca-Cola de dois litros, um sofá-cama pequeno para nós e teus pés tentando roubar o eterno calor do meu corpo.



Não preciso de mais nada e sei, graças ao teu riso infindável, que isso também te basta.

Tento pensar em algum motivo para deixar a tua casa agora, mas nada parece tão inadiável quanto a união de nossos corpos amassados pela preguiça e suados devido ao nosso incessante atrito despudorado.

Tento pensar em alguma razão capaz de me injetar coragem para largar-te sozinha entre os lençóis embolados e em meio às migalhas fartas dessa fome que sentimos um pelo outro, mas logo desisto, peço a primeira saideira e tu rapidamente me serves mais um beijo embriagante.


Peço uma nova saideira e tu me entregas, novamente, as chamas que não me deixam colocar os passos na rua sempre fria.

Peço outra saideira e no meu ouvido, tu pedes carinhosamente para que eu fique um pouco mais.

Não tenho camisa para reunião de amanhã de manhã, nem terminei minha apresentação importantíssima, mas e daí?


Tenho a chance de te ter por apenas mais uma noite.

__

Por: Ricardo Coiro – Via: Entenda os Homens

Você sabia que O Segredo está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.