SaúdeSucessoSuperação

Militar com leucemia encontra doador de medula compatível

michel

Em aproximadamente nove dias, Michel deve fazer o transplante que vai salvar sua vida



Quase um ano a procura de um doador de medula óssea, com direito a uma campanha internacional e aproximadamente 10 mil cadastros no Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea (Redome). Mas graças ao movimento #tamojuntomichel o militar Michel Maruyama, 31 anos, encontrou um doador compatível. Em cerca de nove dias, deve fazer o transplante que vai salvar sua vida.

A irmã mais nova do militar, Cristiane Maruyama, 30, conta que a família soube há quatro dias que um doador com 90% de compatibilidade havia sido encontrado. A expectativa foi grande enquanto o doador anônimo fazia exames e era consultado. Nesta quarta-feira (1º/4) pela manhã, veio a confirmação: a pessoa estava apta e disponível para doar a medula óssea. “Estamos em comoção. O telefone não para e nós queremos compartilhar a notícia. Estamos comemorando bastante com todos que ajudaram fazem parte dessa vitória”, conta Cristiane, entre emoção e euforia.

Michel foi para Curitiba e está internado desde ontem fazendo um tratamento pré-transplante. Cristiane conta que a família ainda não tem nenhuma informação sobre o doador, cuja identidade é protegida, mas que não poderia estar mais grata e feliz. Ela lembra que o irmão recebeu a notícia com serenidade e disse a ela que isso era apenas “a concretização de toda certeza e fé em Deus e de que tudo ia dar certo”.


Diagnóstico
Michel recebeu o diagnóstico de leucemia mieloide aguda (LMA) em 21 de março de 2014, após sofrer de fadiga e anemia grave. Depois de diversos ciclos de quimioterapia, a doença regrediu e Michel se tornou candidato para o transplante de medula. Mas a felicidade durou pouco: nenhum dos familiares era doador compatível. A má notícia não foi o suficiente para desanimá-los e logo iniciaram uma campanha em busca de um doador, além de incentivar as pessoas a se cadastrarem no Redome. A campanha ganhou a redes sociais. Famosos, como o jogador de futebol David Luiz, o cantor Luan Santana, a dupla sertaneja Munhoz e Mariano e o ator Fábio Assunção, aderiram a campanha #tamojuntomichel e gravaram vídeos de apoio.

 

Fonte: Correio Braziliense


Não há coisa no mundo mais forte do que uma lágrima.

Artigo Anterior

Sinto muito por você ter sentido tão pouco.

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.