Comportamento

“Minha amiga furtou R$ 120 mil em joias da minha tia cega depois que a contratei como cuidadora”

3 capa site Minha amiga roubou 120 mil em joias da minha tia cega depois que a contratei como cuidadora

Sara entrou em choque quando percebeu que sua melhor amiga, Yasmin, era a responsável pelo sumiço de joias e dinheiro da casa, mesmo sendo paga pelo trabalho.



Com a frenética rotina de trabalho da atualidade, tem se tornado cada vez mais raro o relacionamento estreito com vizinhos e parentes.

Há alguns anos, era extremamente comum contar com apoio da própria comunidade, o que incluía pessoas do bairro, vizinhos e parentes, para ajudar no cuidado de idosos e crianças.

Atualmente, vemos que o processo inverso acontece, é mais fácil as famílias contratarem pessoas de fora para ajudar com as demandas da casa do que pedir para quem está na porta ao lado.


Saber em quem se pode confiar ou não é difícil, ao mesmo tempo em que sabemos que nem todos ao nosso redor são plenamente confiáveis, também não nos sentimos seguros em colocar pessoas que nem sequer conhecemos dentro de casa. Mas quando escolhemos ser ajudados por um melhor amigo, a coisa se torna ainda mais simples, não é mesmo?

Esse não foi o caso de Sara Otter, uma jovem de 33 anos, que escolheu contratar a melhor amiga para ajudar nos cuidados de sua tia com deficiência visual, de 102 anos. Yasmin Pugh, de 31 anos, foi chamada para trabalhar como cuidadora de Beryl Isaac e usou a confiança da família para conseguir furtar mais de R$ 120 mil em joias da aposentada. Além de itens de valor sentimental, ela também subtraiu dinheiro do cofre da sobrinha de Sara, de apenas 5 anos, e alianças de noivado e casamento da família.

O caso aconteceu em Llanelli, no País de Gales e, de acordo com informações do The Sun, Sara explica que sempre considerou a enfermeira sua melhor amiga, por isso não desconfiou de Yasmin logo no início que as joias começaram a desaparecer. Um medalhão extremamente valoroso para Beryl, com fotos do irmão já falecido de Sara, também sumiu, o que acabou acendendo um alerta na família, já que isso nunca tinha acontecido.

3 2 Minha amiga roubou 120 mil em joias da minha tia cega depois que a contratei como cuidadora

Direitos autorais: reprodução Facebook/Sara-jane Otter.


Yasmin chegou a consolar a mãe de sua melhor amiga, assegurando que todos os itens valiosos apareceriam, mas teve seus planos interrompidos quando algumas das joias foram rastreadas em uma loja que vendia ouro. Quanto mais Sara procurava pelos objetos, mais percebia que tinham sumido, mas acreditou no início, quando a amiga negou envolvimento com o caso.

Sara explica que muito além do valor financeiro dos itens, existia um valor sentimental muito maior, e que a amiga sabia disso, mas que não se importou quando decidiu furtá-los. A jovem acabou se confessando culpada de uma única acusação e foi condenada a 16 meses de prisão. A tia, por ser extremamente idosa, nem sequer ficou sabendo do ocorrido, e todos preferiram inventar uma história qualquer para justificar a saída de Yasmin.

Yasmin furtou joias, dinheiro do cofre da sobrinha de 5 anos e até cartões-presentes guardados em uma gaveta, que juntos valiam mais de R$ 1.500. As duas se conheceram no trabalho, mas acabaram se distanciando quando cada uma ficou morando numa cidade. Recentemente, a jovem reapareceu, pedindo que Sara a ajudasse a encontrar um emprego, quando esta concordou em contratá-la para cuidar da tia alguns dias da semana.

3 3 Minha amiga roubou 120 mil em joias da minha tia cega depois que a contratei como cuidadora

Direitos autorais: reprodução Facebook/Sara-jane Otter.


Quando as coisas começaram a sumir, a mãe de Sara perguntou se ela tinha emprestado para alguém, pois cogitar que Yasmin poderia ser a culpada foi difícil, primeiro porque elas eram amigas íntimas; segundo, porque todos acreditavam que tinham sido gentis ao lhe oferecer um emprego num momento em que tanto precisava. Mas quanto mais joias desapareciam, mais a família se sentia pressionada a considerar a nova funcionária como possível suspeita.

Certo dia, Sara explica que chegou à casa da família de surpresa e conseguiu ver Yasmin correndo para fora do quarto de sua sobrinha. A jovem foi presa no início de agosto e a polícia conseguiu rastrear alguns recibos em loja de penhores, mostrando que ela tinha arrecadado valor equivalente a R$ 4 mil.

Mesmo pressionada a confessar, nem todos os itens foram recuperados. O medalhão foi devolvido, mas a preciosa foto que estava dentro foi jogada fora. A família alega que são mais de R$ 105 mil em joias furtadas que nunca foram localizadas, e Sara explica que nunca tinha sido traída dessa forma, lembrando que, logo depois de passar em lojas de penhores, ela ia até a casa trabalhar e se oferecer para realizar diversas tarefas.

3 4 Minha amiga roubou 120 mil em joias da minha tia cega depois que a contratei como cuidadora

Direitos autorais: reprodução Facebook/Sara-jane Otter.


Como a família se sentiu extremamente prejudicada e afetada pelo comportamento de Yasmin, não consegue confiar em mais ninguém para ocupar o cargo, e Sara precisou abandonar seu emprego para se tornar cuidadora em tempo integral da tia. Além de pasmos, todos ainda revelam que estão de “coração partido”.

“O que devo fazer, parar de envelhecer?” Sarah Jessica Parker rebate críticas à sua aparência

Artigo Anterior

Malala Yousafzai se casa no Reino Unido e fotografias são inspiradoras, confira

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.