Minha touca de orelhas…

Hoje eu saí de casa toda encapotada. Aquele dia que tá frio, sem vento e com um solzinho. Quer mais o quê?



Coloquei moletom, jaqueta, cachecol e minha touca. Nunca gostei de touca.

No caminho do ponto de ônibus vi meu reflexo na janela dos carros e pensei: “aff, que coisa horrível!”. Arrumei o cabelo e coloquei a touca de novo. “Eita, tá pior ainda. Volta pro outro jeito!”. Olhei no vidro do próximo carro: “ok, touca é pra esquentar a cabeça.”

E foi aí que me dei conta de algo muito sério: minha touca tem orelhinhas. Sim, aquelas que parecem de criança, que você acharia uma gracinha pra dar pra sua sobrinha de 5 anos.


Quem escolheu essa touca foi meu maridinho, que sabe que dentro de mim sempre vai morar essa menina de 5 anos que vai amar desfilar com touca de orelhas.

E por um segundo me peguei pensando: “o que é que eu tô fazendo com essa touca?”

E aí eu lembrei de algo maravilhoso: eu moro em Londres.


Aqui as pessoas não estão nem aí se você tá de pijama, de cabelo verde, com maquiagem preta de dia, com um corte de cabelo dos anos 80. Simplesmente as pessoas vivem sem nem reparar em coisas desse tipo.

E me deu um alívio perceber quantas correntes e convicções eu me livrei nesse um ano. Quantas roupas eu passei a vestir, os saltos altos que, finalmente, me livrei de todos eles, de que as vezes eu saio sem sutiã de casa.

Eu precisei mudar de continente para ter a coragem de fazer tudo isso. Precisei estar em um lugar que ninguém me conhece.

Não precisava de tudo isso, né?

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.