5min. de leitura

MOÇA, MELHOR SOZINHA DO QUE COM ALGUÉM QUE TE BAGUNÇA E NÃO TE AJUDA A ARRUMAR!

Por que insistes tanto em viver pegando essas tralhas por aí, tentando colar os cacos que estão destroçados faz tempo? Eu sei que não é fácil e que você acredita que ele vai mudar e que essa desordem vai sumir, e ela vai. Acredite! Começando por você abrindo essa janela e deixando um ar puro entrar, eliminando tudo aquilo que está te sobrecarregando e tirando todo o peso que você deixou acumular sobre suas costas.


Eu acredito que a maior mudança está dentro de nós. Somos nós que insistimos, acreditamos e depositamos todas as nossas expectativas em cima de incertezas ou só de pessoas que não tem caráter mesmo. É normal isso acontecer e não só uma vez na nossa vida como várias. Você vai se enganar; se decepcionar; se iludir; se arrepender; vai achar que tudo está perdido; até tudo passar e você ficar pronta para a próxima entrega da sua vida.

Você já perdeu as contas de quantas vezes teve uma decepção com alguém, não se lembra de quantas vezes seu coração foi vítima de amores frustrados e nem de quantas cicatrizes você colecionou no seu coração nesses últimos anos. Você já não tem tanta certeza assim se ainda é capaz de se apaixonar outra vez depois das inúmeras vezes que foi passada para traz e enganada.

Menina, seu sentimento não morreu e nem tudo que foi cultivado por você se perdeu. Nem sempre as decepções que acontecem com a gente existem culpados. Vamos deixar esse clichê um pouco de lado. Muitas vezes nós nos tornamos autores das nossas frustrações e não enxergamos isso porque passamos a maior parte do tempo tentando encontrar os culpados para essas dores que foram causadas a nós.

Aconteceu quando você deixou de acreditar em você, deixou de se colocar em primeiro lugar, deixou de se amar em primeiro, segundo e terceiro lugar antes de qualquer outra pessoa. Claro que o dever de todos é respeitar o sentimento do próximo, mas nem sempre a gente consegue e acabamos também magoando pessoas para nos proteger de algo que nem mesmo sabemos o que é.

Mas e ai de que está valendo permanecer ao lado de alguém que nem está te fazendo tão feliz assim? Alguém que não se importa com você da forma que você merece, alguém que não te liga para saber se você está bem, alguém que não está te acrescentando em nada, alguém que está vivendo feliz enquanto você está pensando mais uma vez no que fazer para relação de vocês não acabar. Será realmente que está valendo a pena viver essa história e depositar suas últimas esperanças em cima desse castelo que já está quase desmoronando.


Às vezes o medo de estar sozinha cerca no momento em que queremos deixar tudo para trás, mas moça melhor sozinha do que com alguém que te bagunça e não te ajuda a arrumar. Você não precisa de migalhas e nem de um amor que já está falido, esgotado, massacrado. Você não precisa se prender nesse sentimento. Joga essas incertezas que nunca te deixam sair do lugar fora, apague essas memórias que te prendem tanto a um lugar que não te pertence mais e ajeita a tua bagunça. Escuta teu coração com mais calma, dê a si tempo e paciência para colocar cada coisa em seu devido lugar, abandona o pensamento do passado e a ansiedade de viver o futuro. Viva o hoje sem medo do que virá amanhã.

Tudo o que você precisa é acordar um dia disposta a colocar tudo para fora, disposta a jogar todas as incertezas fora, o medo de viver algo novo. Não basta guardar as lembranças e algumas fotos rasgadas na gaveta, é muito mais que isso. É preciso se despertar de verdade, não olhar para traz e não perder a coragem de todos os dias tentar se desprender daquilo que não te acrescenta mais.

Não se anseie com aquilo que vira e nem com aquilo que deixou para trás, acredite apenas que está fazendo a coisa certa. Que a vida se encarrega do resto.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.