AmorComportamentoCrônicasO SegredoRelacionamentos

Moça, não implore por amor!

marilin

Vejo que seus olhos brilham quando o vê passar, que suas mãos suam quando o vê chegar e que falta pouco para você se jogar em cima dele. Eu sei que quando a gente ama qualquer obstáculo torna-se impulso. Qualquer sorriso de lado torna-se motivo para acelerar o coração e que pensamos que o outro merece muito mais que nós mesmos. Mas, moça, você está enganada.



Há muitas coisas que devemos saber sobre o amor antes mesmo de querer amar e uma delas é: não implore por ele. Porque amor nenhum é de graça. Às vezes nem dá trabalho para aflorar, mas e para cultivá-lo? Todas nós sabemos o trabalho que dá.

Você pode amar quem quiser, pode distribuir amor para quem quiser. Mas, implorar pela reciprocidade do mesmo, além de não te fazer bem, não vale um pingo do seu esforço. Amor não dá pra forçar. Não acontece por obrigação. Acontece sem mesmo ser notado. E é essa a coisa mais gostosa em amar, é você se pegar desprevenida a ponto de nem conseguir parar de rir. A ponto de nem conseguir falar. De não conseguir contar a ninguém por ser bom demais. Por ser pouco e parecer a imensidão.

Mas essa coisa toda tem que ser leve, devagar, sem pressa alguma sabe? Se não fica parecendo filme de comédia romântica e, cá entre nós, sempre tem um para se ferrar em filmes do gênero. Você não vai querer ser essa pessoa, vai?


Dê tempo ao tempo, menina. Deixe que os passos vão se encaixando aos pouquinhos, qual motivo para a pressa? Deixe que a vida vai dando certo devagar. Sem atentados de morte. Sem crucifico de um lado só. Porque ir atrás de um amor que não está vindo ao seu encontro também, vai te fazer sofrer, chorar, espernear e achar que amor nenhum presta.

Corra atrás de se ver feliz. Mas entenda que pra isso você não precisa de outro alguém, ok?

Você precisa de si mesma. Deixe as coisas acontecerem sem aquela pressão psicológica. Sem armação, sem planos. Porque, de fato, fazer planos é como sonhar acordada e, enquanto sonhamos, a vida passa lá fora. E sabe quando a gente tá muito a espera de algo e esse algo parece não chegar nunca?

É aí que você precisa trabalhar mais. É tão melhor quando o sorriso chega de repente e depois demora ir embora. É tão bom quando a felicidade bate na porta e te oferece uma saída para as aflições, para as noites em claro da vida. O amor acontece da mesma forma, quando você tá nem aí pra vida ou quando está na fila de espera faz tempo e se pega cansada. Pode ser amanhã ou daqui a dez minutos. É só viver…


E não implorar por amor.

Porque amor acontece sem espera, meio que do nada, quando, na verdade, existe muito. Amor a gente planta e só depois colhe. Pode demorar, pode apodrecer antes do tempo, você precisa saber cultivar. Você precisa entender que muito vai ser sempre muito, entende?

Não doe muito para quem não precisa de um pingo de tudo isso. E, principalmente, pra quem não quer. Não peça um beijo, para quem não lhe permitiu beijar. Não peça um abraço para quem não quer te abraçar. Porque de beijos e abraços o mundo tá cheio, basta você deixar acontecer. Mas não implore por algo que não quer ser seu e nem espera nada de você.

_____________


Por: Sâmela Faria – Via: Superela

Relacionamento harmônico

Artigo Anterior

A síndrome do dedo podre:

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.