4min. de leitura

Moça… você chama isso de amor?

Moça, sente-se aqui, vamos conversar. Não tenha receio, não vou te julgar.

De uns tempos para cá, tenho te notado tão triste, tão alheia, tão apagada. Seu olhar é a tradução da angústia. Moça, não deixe esse homem te roubar os sonhos, não permita se acorrentar à alguém que só te diminui e te oprime. Moça, ele grita contigo, nunca te elogia e não suporta o seu brilho. Você nem tem se olhado mais no espelho, suas noites são amargas. Você anda insegura com a própria aparência, já não se sente bonita. Puxa vida, reaja!


Eu não faço ideia sobre o que te ensinaram sobre o amor, mas posso te garantir que não é isso. O amor anda de mãos dadas com a alegria e isso você já não tem mais. O amor semeia sonhos em nossa alma, ao invés de matá-los.

Moça, o que te prende a ele? O que reforça esse elo? Ele não te respeita, não te dá carinho, não te acolhe… saia daí. Eu não estou te julgando, entendo que você possa estar com as emoções adoecidas. Talvez esse seja o formato de amor que te repassaram. Nessa vida somos vítimas de vítimas, compreendo. Mas quero que você saiba que é possível mudar isso. É possível você conhecer um amor de verdade e vivê-lo.

Moça, vai por mim, é possível ser amada de verdade, da forma como você merece. Empodere-se, resgate-se, ainda há tempo.

Corte esse elo,  busque ajuda, conte comigo. Vamos dar um passo de cada vez, mas vai dar certo. Você é única, é linda, é especial e nasceu para ser amada. Não aceite migalhas, não aceite farelos… o amor é um banquete. Moça, em algum lugar existe alguém louco por seus abraços, pelos seus carinhos e pela mulher que você é.


Permita-se ser encontrada por quem te merece. Do que você tem medo? De ser bem tratada e sentir-se desconfortável por nunca ter vivido isso? Não se preocupe, você vai se acostumar rapidinho e nunca mais vai querer viver nessa desnutrição emocional.

Quebre essa corrente e corra o risco… sim, corra o risco de virar inspiração de um poeta, de ser agarrada no meio da rua sob um sol escaldante e de ser olhada como se fosse uma divindade. Corra o risco de ter um homem babando por ti e te dando o amor que ele guardou por uma vida inteira. Corra o risco de encontrar um homem que beije sua alma enquanto beija sua boca. Corra o risco de receber flores sem data especial, corra o risco de ouvir do nada “meu Deus, como você é linda que sorte a minha em ter te encontrado”…

Corra o risco, menina. Eu te desejo toda a sorte do mundo. Mas lembre-se: se não tirar esse entulho da sua vida, vai continuar assim, sendo enterrada viva. Conselho dado… gratuitamente.


__________

Direitos autorais da imagem de capa: antonioguillem / 123RF Imagens





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.