6min. de leitura

MOÇO BONITO!

Ah, moço bonito, dessa não vai ter como escapar, ela vai de você tudo falar, mas fica tranquilo, se também ouvisse, iria se orgulhar.


Vai nos contar que quando o viu, ela quase parou de respirar, mas por um minuto o deixou longe dela passar, ela não acreditou que alguém como você naquele lugar ela poderia encontrar.

Ela vai ter que respirar um pouco e dizer que quando de longe te viu não acreditou que você iria ser aquele pedacinho de sabor esquecido no céu da boca, aquela voz que entala e sai rouca. Vai me falar que quando sentou na sua frente perdeu o ar, da cadeira quase caiu, o rosto abaixou, a boca fechou e apenas te olhou.

Moço bonito, ela vai nos dizer que quando um sorriso você abriu ela descobriu que o mundo ali se fechou, que o sol se apagou, que o tempo parou. Não reclama não, mas ela vai ter que falar que quando de lá saiu, na rua com você andou, na mão dela você pegou e de leve a abraçou, um arco-íris no escuro ela viu, um calor no frio ela sentiu e quase do sapato caiu.


Ela vai me contar que quando com um beijo roubado você a fez a rir, a noite clareou, até um passarinho de madrugada cantou. Moço bonito como você se iluminou! Vamos continuar, que quero dela tudo saber, ela vai me dizer que uma semana se passou e que ela na verdade nunca te esperou, vai me falar que sabia que longe iria ficar, nunca saberia onde mais uma vez te encontrar.

Ah, mas ela alegre vai nos deixar em contar que tudo não se foi tão rápido assim, que mais um dia iria acordar, mais uma noite chegar, por uma hora ela esperar até você correndo chegar.


Vai nos fazer rir em falar que o assunto acabou, que o silêncio ali ficou, mas que pelos olhos as palavras se faziam, pelo barulho do lugar vocês de entorpeciam, esperando quem seria o primeiro a ter coragem de ser sincero e dizer que dali queriam correr, queriam sozinhos ficar, pra mais uma vez na pele dela você tocar.

Ah, moço bonito, ela vai ter que me contar que cada pedaço do céu ela conheceu, que passos no ar ela deu, que a cada beijo que recebeu ela verdadeiramente o mereceu. Que a cada detalhe que você cuidou ela percebeu, soube que foi muito mais que paixão que você a deu. Foi moço bonito, o que ela ainda não tinha conhecido, a sua vontade de realmente naquele quarto com ela estar, fez moço bonito até da veia do seu braço até agora ela se lembrar.

Ela vai engasgar mas vai ter que mais palavras me contar, se quiser eu deixo ela no meu ouvido sussurrar, que ela nunca gostou tanto do desenho de uma mão, da mesma roupa colocar, do sapato várias vezes tirar, de em um travesseiro se afogar.

Vai me sussurrar que cada carinho que recebeu a fez lembrar que és uma criatura de Deus, que tudo o que sentiu a fez lembrar que a vida estava lá, era abençoada em poder aproveitar, não sabia quando tudo iria acabar.

Moço bonito ela vai ter que me dizer que não queria adormecer, porque sabia que o dia chegaria, você partiria e talvez nunca mais em você ela tocaria.
Ela vai ter, mesmo que com lágrimas nos olhos me dizer, que quando ali ela te deixou, foi como soltar um balão no céu, como no escuro se jogar, não poder para trás olhar, não saber direito qual direção tomar.

Ah, moço bonito, ela até tentou voltar, mas sabia que não por muito tempo poderia de novo te admirar, então ela decidiu de vez ir, tentando seu cheiro ainda sentir.

O dia ela começou, mas ela vai ter que me dizer como ela fez para nas primeiras horas sobreviver. Mesmo que muito doer, vai ter que me contar que até um pouco ela chorou, por arrependimento de tudo aquilo se permitir viver, ter que virar as costas e não poder mais te ver.

Vai ter que me falar que depois entendeu que o que viveu nunca existiu, nunca experimentou, alguém como você nem em filme ela um dia imaginou, mas que asas em você ela colocou.

Sorrindo com certeza vai me contar, que você moço, era tão bonito que ela nem acreditou, deu até vontade de chorar, de sorrir, de gritar, de fotografar, pra todo mundo poder mostrar, na parede do quarto seu desenho pendurar, mas que ela decidiu com você na memória ficar, com as mais apaixonantes lembranças ir deitar sem mais nada esperar.

Ah moço bonito, ela vai ter que confessar, como ela queria mais uma vez com você acordar!





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.