Notícias

Modelo é morta a facadas pelo ex-namorado que não aceitava fim do relacionamento, diz família

Uma modelo foi morta a facadas na madrugada desta quarta-feira (1º) em Ananindeua, na região metropolitana de Belém.



Segundo a Polícia Civil, o ex-namorado de Geordana Farias, de 20 anos, foi preso por feminícidio e confessou o crime. A família diz que ele não aceitava o fim do relacionamento.

A jovem já havia registrado boletim de ocorrência contra o ex-namorado após ser agredida e, segundo a polícia, havia uma medida protetiva contra ele. Conforme a polícia, os dois eram namorados há 4 anos e tinham terminado o relacionamento algumas vezes.

Geordana foi encontrada sem vida em uma passarela no bairro Cidade Nova VI, onde morava. O crime ocorreu por volta das 4h. Em depoimento, o ex-namorado disse à polícia que deu ao menos três facadas na jovem.


‘Menina cheia de objetivos’

Nas redes sociais da modelo, amigos e familiares lamentaram sua morte e prestaram homenagens, incluindo o pai dela, Guilherme Farias. Segundo ele, a filha vivia um relacionamento abusivo.

“Te arrancaram de mim de uma forma tão cruel, e junto foi meu coração. Uma menina cheia de objetivos, educada, amiga de todos e tão sensível. […]. Para as meninas que ficam, saiam de qualquer tipo de relacionamento abusivo, ele nunca vai mudar… ouçam seus pais e amigos”, afirmou o pai na rede social.

Além de ser modelo, a jovem já foi miss Teen Ananindeua em 2019. Ela também recebeu convites para desfilar em escolas de samba de Belém.


Direitos autorais: Reprodução/ Redes sociais

Investigação

O homem foi preso em flagrante na manhã desta quarta após passar por uma unidade de pronto atendimento, pois tinha ferimentos na mão, conforme a polícia. Ele teria alegado que agiu para se defender.

Imagens de câmeras de segurança próximas ao local do crime foram solicitadas pela polícia para serem analisadas.


O Centro Perícias Científicas Renato Chaves foi acionado no local do assassinato e até o início da tarde desta quarta, o corpo não havia sido liberado. De acordo com a Polícia Civil do Pará, perícias estão sendo feitas no local do crime.


Se você presenciar um episódio de violência contra a mulher ou for vítima de um deles, denuncie o quanto antes através do número 180, que está disponível todos os dias, em qualquer horário, seja através de ligação ou dos aplicativos WhatsApp e Telegram.


Após passar por covid e parto, mãe troca pulmão artificial por transplante

Artigo Anterior

Temendo ‘se atrasar para férias’, médico faz parto às pressas e causa hematomas em bebê, dizem pais

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.