Notícias

Monica Iozzi revela ter sido agredida em relacionamento abusivo

Em entrevista ao podcast “Prazer, Renata”, do G1, comandado pela jornalista Renata Ceribelli, a atriz Monica Iozzi revelou já ter sido agredida em um relacionamento abusivo.



Sincera, a atriz declarou que começou a perceber que a relação era problemática quando sofreu uma agressão do ex-companheiro.

“Faz muitos anos e acho que é importante da gente falar: a importância da gente falar com nossas meninas e nossos meninos sobre isso. Eu era muito jovenzinha, um relacionamento dos meus primeiros namoros.”

“Cobria todos os capítulos da cartilha de um relacionamento abusivo. Da pessoa te afastar dos seus amigos, questionar a roupa que você usa, te agredir verbalmente, te chantagear, dizer que você não vai conseguir ninguém melhor do que ele, tentar te diminuir. A pessoa quer que você se sinta pior que você é pra você se sentir dependente dela”, começou Monica Iozzi. “É um sequestro psicológico, eu me sentia sequestrada por aquela relação.”


A atriz continuou: “Só fui começar a pensar em cair fora e pedir ajuda, quando fui agredida fisicamente. Até eu ser agredida, eu achava aquilo uma prova de amor. Ele me ama muito, ele me protege muito. Ele perdeu um pouco a cabeça”, disse.

Monica também falou sobre a importância de ensinar os homens a não terem esse tipo de comportamento tóxico. “Eu só comecei a me ligar quando ele realmente sentou a mão na minha cara. Ali eu percebi que o buraco era mais embaixo, e eu acho que é isso que muitas mulheres sofrem, principalmente quando você é jovem, ou então quando você tem filhos com essa pessoa, ou então quando você tem uma dependência financeira”, revelou.

Em setembro do ano passado, ao participar do programa Conversa Com Bial, a artista revelou o motivo de sua saída da Globo, após viver a Kim, na novela “A Dona do Pedaço”, exibida em 2019.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@monica.iozzi.


“Comecei a sentir muita falta de fazer coisas que iam além do humor. Eu acabei ficando muito nesse lugar. Então eu comecei a me sentir já sem repertório.” A atriz destacou que, embora tenha feto sucesso com a veia cômica, ao lado de Otaviano Costa, tem muito mais a oferecer.

“Não sou comediante, sou uma atriz que ficou conhecida pelo grande público através do humor. Mas eu não sou a Tatá Werneck! Não sou a Dani Calabresa. Não tenho isso na minha veia, como a Ingrid (Guimarães) tem.”

Ao deixar a Band, onde se destacou no CQC entre 2009 e 2013, Monica estreou na Globo como comentarista do Big Brother Brasil, em 2014. Recentemente, gravou uma série em Portugal, ao lado de Maria João Bastos e José Fidalgo.

Saiba o que é um relacionamento abusivo


Nesse tipo de relação predomina o excesso de poder de uma pessoa sobre a outra. Nem sempre existe agressão física: o enredo é complexo, envolvendo manipulações, humilhações e violências psicológica, financeira, patrimonial e sexual.

Um relacionamento abusivo não nasce de um dia para o outro; vai se construindo dia a dia e, quando a vítima se dá conta, passou a se anular, sempre em função do parceiro.


Se você presenciar um episódio de violência contra a mulher ou for vítima de um deles, denuncie o quanto antes através do número 180, que está disponível todos os dias, em qualquer horário, seja através de ligação ou dos aplicativos WhatsApp e Telegram.


“Vão os anéis e ficam os dedos”, diz Almir Sater após roubo de avião em “arrastão”

Artigo Anterior

Menina teve cabelos raspados e foi hospitalizada após cabeleireira fazer progressiva sem autorização

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.