publicidade

Morar sozinha: aprendizados

Quando comecei a morar sozinha, ainda meus pais me enviavam dinheiro e faziam toda parte burocrática, assim conseguiria somente estudar. E isso durou um bom tempo.



Morar sozinha mesmo, acredito ter sido início deste ano. Trabalhando, observando como as pessoas agem e como eu faço as coisas.

Algumas situações a compartilhar:

Estar realmente sozinha: eu não sei vocês, mas eu amo minha companhia. Não é que não precise de ninguém. É que eu já me proporciono companhia e alegria numa boa. Isso muitos não entendem. Daí pareço uma antissocial. Mas sei lá, por uma música para tocar e ficar dançando no meio da sala, sem julgamentos. Até limpar a casa é uma maravilha!


Celular: nesses casos ele me conectou com todos que desejava. E me conecta com vocês também! Estudo, estudo muito por meios de comunicação. É onde vejo “graça”. Meio nerd, né? Mas fazer algo que a gente realmente curta, que beneficia algum ser humano, é sagrado. Inclusive YouTube com as receitas para nova adepta ao vegetarianismo. Isso fica para outro texto. Como eu sempre digo, a tecnologia veio para potencializar o que cada um tem dentro de si mesmo!



Alimentação: bom, eu tinha café da manhã e almoço durante dias da semana no trabalho. Mas após eu me mudar “novamente”, tive que focar mais o que iria ressaltar: prestaria mais atenção em instintos, fugas ou realmente comer o necessário! TEM diferença! Hoje em dia come-se mais do que o necessário para o vazio ser preenchido. Vai para outro texto isso também.


Relacionamento à distância: esse tópico cada um também terá uma opinião e vale de acordo com projeção de si mesmo. Para mim, foi uma etapa de muito crescimento e curti tanto a saudade, quanto a criatividade também foi muito exigida. Uma fase interessante, se soubermos aproveitar, pensando no bem-estar e respeito de ambos.


Reuniões sociais: com estudos e mudança de paradigmas, tive várias mudanças. Uma drástica foram os grupos de amigos, e de vários houve natural afastamento. São momentos e experiências. E outros novos amigos vieram. É engraçado como a vida “envia” pessoas que têm os mesmos ou semelhantes objetivos que os nossos.



Lar: fiz de todos os lugares que morei locais de muito respeito. Foram costumes tanto de deixar os calçados na entrada, quanto ter plantas e flores, ficar mais tempo na sala que no quarto e deixar minha ainda pequena coleção de livros estrategicamente posicionados na sala. Até hoje no apartamento que estou é assim. E de fácil acesso quem quiser estudar. Já em relação à limpeza e organização, às vezes dava aquela preguiça. Mas caso não consiga fazer isso por si mesmo, faça como se fosse para o deus do seu coração ou para pessoa que você ama. Dá certo!


Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: 123rf / dotshock

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.