Notícias

Aos 42 anos, Paulo Gustavo morre de covid-19

morre paulo gustavo

Ator não conseguiu se recuperar de uma embolia, no domingo. Estava internado desde o dia 13 de março em decorrência da covid-19.



O Brasil perdeu uma figura extremamente carismática e divertida. O ator e um dos humoristas mais populares de nossa geração, Paulo Gustavo, faleceu na terça-feira (4). No dia anterior, acordou e interagiu com a equipe médica e o marido, mas depois disso, acabou sofrendo uma embolia, tornando o caso extremamente grave.

Segundo informações do G1, o quadro de saúde do ator piorou na noite de domingo, sofrendo uma embolia pulmonar. Ele estava internado desde o dia 13 de março, no Copa Star, em Copacabana, Zona Sul do Rio de Janeiro.

Criador da personagem Dona Hermínia, a eterna mãe do Brasil, Paulo tinha um estilo de humor acessível, agradável, baseado no cotidiano da família.


Conquistou o Brasil e sua trajetória foi de completo sucesso, alavancando o cinema brasileiro com as produções “Minha mãe é uma peça”, filme que rendeu duas continuações, todas com recorde de bilheteria, se tornando a trilogia de maior público na história do cinema nacional.

Na terça-feira, um dia depois que seu quadro tinha se agravado, um novo boletim médico saiu, informando que o ator estava com um quadro irreversível, porém, mantendo os sinais vitais. Às 21h e 12, a morte foi declarada. O Teatro Municipal do Rio de Janeiro ofereceu o espaço para o velório do ator, mas ainda não havia confirmação sobre o local ou horário da cerimônia.

Durante os mais de 50 dias de internação de Paulo, a família sempre esteve presente e compartilhando tudo sobre o tratamento. Além dos pedidos de oração não apenas para ele, mas para todos que estavam lutando contra essa doença.

Paulo Gustavo deixa o marido, Thales Bretas e os filhos gêmeos, Gael e Romeu. Além do pai, Júlio Marcos, da irmã, Juliana Amaral, e da mãe, Déa Lúcia Amaral, que inspirou a criação de Dona Hermínia.


Paulo fez muito sucesso com a personificação de sua mãe na personagem, mas além dos três filmes, se destacou com o “Minha vida em Marte” e “Os homens são de Marte…é para lá que eu vou”, ambos contracenados com a amiga e atriz Mônica Martelli.

Sua carreira na televisão também foi recheada de sucessos. Apresentou o programa “220 volts” e “Vai que cola”, programa que fez muito sucesso, com participações de Samantha Schmütz, Fiorella Mattheis, Cacau Protásio e Marcus Majella. Paulo Gustavo com certeza deixará saudades, mas seu legado será imortal!

Mulher morre em ponto de ônibus do RJ e corpo passa a madrugada inteira à espera de remoção

Artigo Anterior

Famosos prestam homenagens a Paulo Gustavo

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.