Pessoas inspiradoras

Motorista para ônibus no meio da rua para alimentar sem-teto: “Deus ensinou a repartir o pão”

Capa Motorista para onibus no meio da rua para alimentar sem teto Deus ensinou a repartir o pao

O momento em que Marcos Paulo desce do ônibus para doar alimento a um morador de rua é registrado pelos moradores da região, que já conhecem o comportamento solidário do motorista.



O altruísmo é uma das mais belas características, transforma as pessoas em verdadeiras humanas, que se compadecem com o sofrimento do outro, chegando quase a sentir o que o próximo sente. Para quem possui o altruísmo como parte de sua personalidade, a humildade e a empatia são suas fortes aliadas, não abrindo espaço para a vaidade ou o egocentrismo. Pessoas verdadeiramente altruístas são assim por natureza, sem precisar gritar para que todos as reconheçam como tais.

São os heróis invisíveis, como chamou o Jornal Jangadeiro, em recente publicação, as pessoas que ajudam a população sem buscar nada em troca. Muitas vezes, as pessoas altruístas tiram de si mesmas para dar para o próximo, porque nem sempre todas têm condições financeiras. Essa característica requer do indivíduo um bom coração, que se importa verdadeiramente com os sentimentos alheios, independentemente de quem sejam e não necessariamente que tenha dinheiro.

Mas é também muito difícil encontrar alguém verdadeiramente bondoso. A maioria das pessoas, envoltas pela fina camada de exibicionismo imposta pelas redes sociais, estão mais preocupadas em mostrar o que fazem do que ajudar de fato.


É difícil se deparar com o mais puro sentimento de compaixão, isso é mais fácil de ser visto em crianças, ainda livres das amarras sociais do mundo adulto, que insistem em trazer o pior lado de cada um à tona.

Quando um pequeno gesto de bondade acontece, causa estranheza em quem presencia, é uma surpresa, causa felicidade e nos faz pensar sobre os verdadeiros valores que devemos carregar.

Em Fortaleza, no Ceará, um incrível caso aconteceu: um motorista de ônibus foi registrado parando no meio do trajeto para doar comida a um morador de rua, que passava fome. Esse lindo momento aconteceu em outubro de 2020 e exaltou a bondade e compaixão de Marcos Paulo Oliveira Matos, de 42 anos, motorista na empresa Maraponga, há 13 anos.

Mas esse comportamento não foi algo pontual. Como atua na mesma linha há muitos anos, os moradores o conhecem bem, por isso ele revela que sempre ajuda quem precisa.


2 Motorista para onibus no meio da rua para alimentar sem teto Deus ensinou a repartir o pao

Direitos autorais: reprodução Instagram/Jornal Jangadeiro.

Marcos Paulo conta que sempre ganha lanches e comida dos passageiros, que acabam sempre sobrando, por isso ele para o ônibus e os doa para as pessoas que estão na rua, em situação de vulnerabilidade. Ele explica que sempre agiu dessa forma e acha que boa ação é algo que sempre deve ser praticado.

O motorista afirma que não são todos os passageiros que compreendem suas ações, xingando e reclamando porque o ônibus para no meio do trajeto. Eles dizem que querem ir para casa, chamam-no de besta, mas ele explica que não se importa.

Esses comportamentos abrem brecha para que Marcos explique aos usuários que Deus ensinou a repartir o pão, e ele apenas faz o que recebe dos outros.


Suas ações acabam sendo palco para o transformar em notícia. Marcos conta que uma vez ajudou um cadeirante a atravessar a rua em uma das avenidas da cidade, e isso o fez se tornar ainda mais conhecido na região. Nem todos os moradores aprovam, sendo que ele já recebeu reclamações na garagem da empresa, dizendo que ele atrapalha o trânsito por parar o ônibus, mas ninguém liga.

3 Motorista para onibus no meio da rua para alimentar sem teto Deus ensinou a repartir o pao

Direitos autorais: reprodução Instagram/Jornal Jangadeiro.

Suas boas ações já lhe renderam um certificado de Honra ao Mérito do Sindiônibus, em reconhecimento pelo seu excelente atendimento aos idosos e passageiros. Ele explica que foi escolhido como o melhor motorista, porque leva jeito com os passageiros, e ainda diz que se todos fizessem sua parte, o mundo seria um lugar muito melhor para se viver.

O que você acha das atitudes desse motorista?


Compartilhe com seus amigos e nas redes sociais para todos se inspirarem com esse exemplo de bondade!

 

A polêmica do “racismo reverso”. Afinal, isso realmente existe?

Artigo Anterior

“Eu me sinto na fase mais difícil de uma guerra”, diz enfermeira de hospital lotado do RS

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.