Notícias

Motorista atrasa entrega de vacinas por passar horas em prostíbulo

Caso aconteceu em Santo Antônio do Leste, no Mato Grosso, e o motorista foi levado para a delegacia, onde teve que prestar esclarecimento.



No último dia 6, um motorista precisou prestar esclarecimento na delegacia depois de desaparecer durante horas com uma remessa de doses de imunizantes contra a covid-19. Pode parecer inacreditável, mas o caso aconteceu em Santo Antônio do Leste, em Mato Grosso, e causou desespero nos funcionários da Secretaria de Saúde.

Além de carregar doses de vacinas contra a covid, o motorista também transportava doses de vacinas contra a gripe. Como não apareceu no local combinado, funcionários da Secretaria de Saúde tentaram entrar em contato, mas não tiveram sucesso, e chegaram a acreditar que ele poderia ter feito algo com os imunizantes.

Algumas horas depois, ele foi encontrado pela polícia, embriagado, e afirmando que tinha parado em um prostíbulo, mas acabou perdendo a hora. A Prefeitura acionou a Polícia Civil no início da noite, de acordo com o Boletim de Ocorrência, explicando que o motorista retirou as vacinas um pouco antes das 15h, no Escritório Regional de Rondonópolis, mas simplesmente desapareceu, não levando as doses no horário combinado com a equipe de saúde de Santo Antônio do Leste.


Como ele não atendeu nenhuma das ligações e não respondeu as mensagens, o caso passou a ser investigado, já que todos temeram que as vacinas pudessem ter sido roubadas. A Polícia Civil acionou militares, segundo informações do UOL, para fazer blitz na tentativa de localizar o desaparecido, o que funcionou. O motorista foi encontrado e abordado enquanto saía do município vizinho chamado Primavera do Leste.

Ele estava nitidamente embriagado, tinha marcas de batom nas roupas e foi levado à delegacia para prestar esclarecimentos. No depoimento, o motorista informou que estava a caminho do município para fazer as entregas quando fez um desvio, parando em um prostíbulo, onde se embriagou e acabou perdendo o horário para entregar as doses dos imunizantes.

Depois de ser ouvido, ele assinou um termo circunstanciado e foi liberado. Enquanto o caso está sendo investigado, a Prefeitura de Santo Antônio do Leste informou que o funcionário foi afastado de suas funções em procedimento interno para esclarecer os fatos.

A Secretaria de Saúde informou que, assim que recebeu os imunizantes, verificou se eles tinham sido prejudicados, mas informou que nada aconteceu, podendo ser encaminhados para a população normalmente.


Nem as doses de vacinas conta a covid e nem contra o Influenza foram danificados, e os funcionários ainda disseram que não sentiram falta, em um primeiro momento, de nenhuma dose, o que corrobora com a versão do motorista.

 

Mãe revela que só dá um banho por semana no filho recém-nascido: “Achei que era normal”

Artigo Anterior

Policial civil morto em operação tinha 8 anos de corporação e deixa mãe de cama, vítima de um AVC

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.