Notícias

MP denuncia Adrilles, comentarista da Jovem Pan, por suposto gesto nazista em programa

Foto: Reprodução
adrilles 1

O Ministério Público de São Paulo denunciou o comentarista Adrilles Reis Jorge pelo suposto gesto nazista que fez em fevereiro deste ano durante um programa da TV Jovem Pan News.

Ele poderá responder por violação à lei nº 7.716/89, que estabelece pena de um a três anos de reclusão e multa a quem praticar, induzir ou incitar a discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional.

Adrilles negou ter praticado um gesto nazista – afirmou ter dado um tchau que foi “deturpado por canceladores”.

A TV Jovem Pan News chegou a anunciar a demissão do comentarista à época, mas ele voltou a trabalhar na emissora, após algumas semanas.

1257355155638922002 1

Adrilles Jorge, comentarista da TV Jovem Pan News – Direitos autorais: Reprodução/Instagram

Assinada pela promotora de Justiça Maria Fernanda Balsalobre Pinto, a denúncia contextualiza os fatos ao afirmar que, após tentar comparar nazismo e comunismo, Jorge efetuou o cumprimento conhecido como “Sieg Heil” para reafirmar os argumentos de que o nazismo foi menos ruim historicamente que o comunismo, “revelando, pelo gesto, a própria preferência dentre os regimes”.

“Importa anotar que não se trata de analisar o mérito dos argumentos do denunciado, mostrando-se irrelevante qualquer discussão ideológica no âmbito do direito penal, sendo certo que o contexto guarda relevância tão somente para evidenciar que o gesto externalizado é a saudação nazista Sieg Heil, a qual encontra subsunção penal em razão do conteúdo inerente, cujo significado era de pleno conhecimento do ora denunciado ao tempo da conduta”, diz o texto.

0 %