Mr. Stan Lee: o pai dos heróis!



Em cada ser humano em conflito, há um herói internamente mergulhado, que almeja despertar para salvar a si, mas também a todo um planeta!

Stan Lee, criador de grandes heróis que até hoje conhecemos, ora gerados em uma mente para lá de criativa, mas que, acima de tudo, bem sabia que estava hospedado em um planeta em caos, estagnado em coma profundo e, assim, com a necessidade emergencial de heróis.

Stan Lee, também bem sabia, que deveria encontrar um meio de tornar esse anseio possível, palpável, ao menos, através das histórias em quadrinhos e das telas de cinema que, progressivamente, transmitem a real sensação de se viver a situação frente a frente, como se verdadeira fosse e quase verdadeira está se tornando!

Os números astronômicos de telespectadores, digo, “cinespectadores”, não deixam mentir! Cada ingresso que entra para a milionária contagem das vendas, poderá representar alguém que necessita de um herói ou que pretende se tornar um para salvar alguém ou controlar determinada situação.

Hoje, praticamente não se fala mais em vendas, mas em “vendas antecipadas”, tal a procura e receio de não mais se ter a oportunidade de vivenciar este momento histórico, melhor dizendo, “heroico”!

Quanto mais o avanço tecnológico se faz evidente e quanto mais reais são os estímulos táteis, auditivos, olfativos e visuais, mais próximos estaremos da efetiva realidade, quando irreal e real tornar-se-ão um só fato vívido, até que os heróis possam tomar forma e, por fim, adquirirem um corpo físico!



Assim, Stan Lee, um dos principais visionários do planeta Terra, diante de uma humanidade em desespero, que clama por libertação, criou heróis, cada qual com seus poderes incríveis, capazes de, por enquanto no terreno da ficção científica, salvarem os seres humanos.

Em cada ser humano em conflito, há um herói internamente mergulhado, que almeja despertar para salvar a si, mas também a todo um planeta!

Mr. Stan Lee, pai dos heróis, de uma forma singela e criativa, conquistou o mundo!


 






Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.