Mude a forma como você vê as coisas e veja a mudança acontecer!

Quando você mudar a maneira como olha para as coisas, tudo mudará também!

Então, é justo pensar que nossos maiores inimigos sejamos nós mesmos.



Relacionamentos, trabalho e escola, é como se cada vez que você tenta dar um passo para frente, sua mente sussurra para você sobre como as coisas poderiam ser feitas de uma forma melhor, como você deveria escolher outra opção, ou qual foi a causa de algo dar errado.

O que você faz quando sua mente ou alguém que deveria ser o seu amigo vira-se contra você? Como sair deste ciclo de culpabilidade quando você é o único que enfiou o pé na jaca em primeiro lugar? Como continuar seguindo em frente quando sua mente não reconhece os pequenos passos lentos, mas seguros que você está tomando?

Entenda isto: Nós não vemos as coisas como elas são, mas como nós somos.


Em primeiro lugar, temos de reconhecer uma coisa: raramente vemos a realidade como ela é. Seja um amigo, um estranho ou você mesmo, quase sempre olhamos para eles com a impressão que já temos. Nós inconscientemente permitimos que nossas percepções ditem o que vemos. O que não é tão errado assim, este é um sistema que nos permite rapidamente chegar a decisões e julgar se alguém, ou algo, não nos fará mal algum.

No entanto, este sistema também é facilmente propenso a erro. Muitas vezes, nós julgamos algo ou alguém antes mesmo de tomarmos o tempo para conhecer de verdade.

“Tenho uma tendência não só de ver o melhor em todos, mas assumir que todos são emocionalmente capazes de alcançar seu maior potencial”. Elizabeth Gilbert, Comer Rezar Amar.

Vemos o potencial (bom ou ruim) nas coisas e na vida, em vez de enxergar aquilo que realmente são. Esperamos pelo melhor e tememos o pior. Como resultado, somos constantemente empurrados de um extremo para outro. Estamos sempre andando em uma montanha-russa emocional, não é à toa que nos sentimos exaustos o tempo todo.


Pare de se envolver nessa mentalidade de tudo ou nada.

Nossas mentes percebem, não só as pessoas e as coisas ao nosso redor, mas nós mesmos também.

Você já se sentiu frustrado consigo mesmo, quando você não conseguiu seguir uma rotina de treino? Você já se sentiu decepcionado quando você não conseguiu uma nota perfeita em uma prova?

No momento em que definimos nossos objetivos para alcançar a perfeição, estamos quase condenados a falhar. Nós temos que parar de nos dizer que não vencer é igual a perder.  Temos que parar de dizer a nós mesmos que não ganhar é a mesma coisa que perder. Às vezes, vacilamos, tropeçamos e caímos. O que mais importa é que nos levantemos e comecemos a correr novamente. Saiba que está tudo bem cometer erros e dar uma pausa de vez em quando. Sua vida é uma maratona e você tem que continuar.

Comece a pensar positivamente. Você notaria que estamos falando sobre nossas mentes como se ela fosse um ser sensível, e ela não está longe disso Kali Rogers afirmou que monólogos internos podem ditar nossas emoções e são responsáveis por nossa autoestima e visão de mundo.

Portanto, tome cuidado com suas conversas com sua mente. Elas são negativas? Estão entrelaçadas com palavras de ódio, culpa e raiva? São solenes, mórbidas e aflitas?

Uma vez que você reconhece o que é difícil para você, comece a conversar positivamente com sua mente. Anime-se dizendo a si mesmo o quão bom você é todos os dias. Convença a si mesmo. Pode parecer bobo, mas eventualmente ela vai ceder e começar a aceitar que você é uma pessoa incrível!

Quando você muda a forma como você olha para as coisas, tudo ao seu redor muda também.

Podemos até nos perder dentro dos confins de nossas mentes, às vezes. Mas está tudo bem. E lembre-se que isso é uma batalha. É uma luta ao longo da vida para parar de ser tendencioso para com os outros e para consigo mesmo. Tome seu tempo, e gradualmente, guie as suas percepções. Quando você mudar a maneira como olha para as coisas, eventualmente, perceberá que as coisas também mudarão.

____

Traduzido pela equipe de O Segredo – Fonte: Life Hack

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.