Muita gente procurando amor. Por que ninguém encontra?

Temos medo. Talvez já tenhamos nos arriscado e sofrido. Talvez, não tenhamos sequer tentado. De qualquer forma, temos medo.

Pior ainda, temos medo de reconhecer nosso medo e nos escondemos atrás do manto do “não era para ser”, “foi melhor assim”, “nem queria mesmo”, enquanto perdemos oportunidades de viver e de sermos felizes.

Bauman já dizia que vivemos em uma sociedade líquida, em que tudo vem e tudo vai sem apego, com desprendimento.

Assim, também vivemos amores líquidos, amores que mal começam e já estão fadados ao fim.

Não me comprometo, para não sofrer. O outro também não. Então, vivemos relacionamentos pretensamente seguros, rasos e que inevitavelmente terão seu fim.

Muita gente procurando amor. Por que ninguém encontra?

Porque estamos encastelados em nós mesmos, fechados em nossas dores, medos e frustrações, sem tempo e disposição para arriscar.

Assim, os dias passam, a frustração aumenta e começamos a acreditar que “não era para mim”.

Bobagem. Se a sociedade é líquida, escolho ser sólida. Vou sofrer assim? Vou sofrer de qualquer jeito, afinal, viver é um risco.

Porém, do outro lado do risco, há vida. E do outro lado do medo, o que há?


Direito autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: 123RF/Imagens



Deixe seu comentário