5min. de leitura

Muitas vezes não damos importância ao que devemos

O grande desafio na nossa vida é nos tornarmos protagonistas de nossa história, sair da zona de conforto, parar de criar expectativas, ou de viver reclamando e arregaçar as mangas.

Mas, muitas vezes, não damos importância ao que devemos. Damos importância demais para a preocupação, para a culpa, para a raiva, para a mágoa e nem percebemos.


Deixar de esperar que “a situação melhore”, ou que “atinja o objetivo” e fazer o possível, ou o impossível, mas FAZER, é possível se formos resilientes.

Passado não pode ser mudado, futuro não pode ser previsto. Podemos tomar o passado como aprendizagem e planejar o futuro. De qualquer forma, precisamos agir para que tudo isso aconteça no momento presente. Para isso precisamos sair de nossa zona de conforto. Assumir momentos bons e ruins das nossas tomadas de decisão é que faz a diferença em nossas vidas, no nosso processo de amadurecimento e de crescimento.

O sucesso é sempre diretamente proporcional ao tamanho do nosso empenho, da nossa persistência, da nossa determinação, da nossa disciplina e da nossa resiliência.

A resiliência, nossa capacidade de lidar com frustrações, tem um papel fundamental, pois na vida sempre vamos nos deparar com negativas, com frustrações. Elas fazem parte da vida.


Veja o que a falta de resiliência pode causar em sua jornada.

Garanto que o que falo aqui você não se dê conta que acontece com você!

Estudos no campo da neurociência, da psicologia positiva, da economia, mostram, que pessoas que se afastam da negatividade, das reclamações, das vitimizações, têm muito mais êxito em alcançar o que querem, seja o que for.

Sabe qual a razão?


Todas essas ações aumentam a resiliência.

O potencial do nosso cérebro é tolhido pelas reclamações, pela expectativa, pela ansiedade.

Esperar pela felicidade não estimula nosso cérebro, ao contrário, essa espera o desestimula e o desmotiva, levando muitas vezes à procrastinação.

E o que fazer então?

Construir, cultivar e exercitar!


Aqui algumas crenças e posturas fundamentais para alcançar a construção de uma vida mais positiva e saudável:

1. Não tente ser feliz com aquilo que fez o outro feliz. Descubra o que o faz feliz.

 2. Não persiga 24 horas por dia a felicidade, construa a felicidade de pequenos e intensos momentos, e aí o cérebro vai ficar com a predisposição fisiológica para mandar todos os comandos certos para você sentir a felicidade.

3. A rotina não só mata neurônios como nos entristece. É claro que nem sempre podemos mudar nosso roteiro diário como gostaríamos, mas podemos mudar internamente. É olhar com outros olhos aquela mesma situação, é criar formas diferentes de fazer uma mesma coisa, é colocar a alma e a positividade naquilo que a gente tem que fazer e não gosta.

4. Não preciso mudar de casa para ser feliz, posso cultivar flores coloridas, pintar uma parede diferente ou mudar móveis de lugar. Se não estou bem e cheia de problemas, com certeza, se me mudar, tudo vai junto. Se encaro os problemas com leveza e otimismo, se me mudar de local ou não, vou continuar bem, pois o bem-estar está cultivado no meu interior e não no ambiente.

5. Cultive as emoções positivas com atos simples diários. Sorria todos os dias para o atendente da padaria, o motorista, o vizinho. Leve um café para o colega de trabalho, dê passagem para alguém no trânsito, escute com atenção a pessoa que está a sua frente, elogie um atendimento bom, ajude alguém a atravessar a rua.

6. Não perca tempo com comparações, foque em você, no seu potencial, na sua autoestima, na sua saúde e no seu equilíbrio. Elogie-se, abrace a si mesmo, parabenize-se, olhe-se no espelho e sorria para você, agradeça pela sua vida.

7. Corte o vocabulário pessimista como “não consigo, não posso, ruim, obstáculo, entre tantos outros”. Policie e substitua por consigo, possível, aprendizado, desafio.

8. Aprenda a perdoar. Pense neste ensinamento de Buda: Aferrar-se à raiva é como tomar um bastão em brasa para jogar em alguém: é você quem se queima.

Espero que essa reflexão transforme de forma positiva sua jornada diária!

Grande e carinhoso abraço!

Isabel


Direitos autorais da imagem de capa: Artem Bali from Pexels





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.