ComportamentoColunistas

Muitas vezes, nós só buscamos uma palavra de incentivo, um: “está tudo bem”. Erramos, acertamos, precisamos uns dos outros.

Muitas vezes só buscamos uma palavra de incentivo site

Muitas vezes precisamos nos abrigar no abraço de alguém e colocar todas as nossas angústias para fora, colocar nossas fortalezas ao chão e deixar a fragilidade vir, deixar o choro sair, deixar tudo que barrou nosso coração se perder na poeira do tempo e torcer pelos ventos que sopram a nosso favor.



Muitas vezes, nós só queremos quem nos compreenda, sem ficar o tempo todo nos julgando, recriminando, dizendo que não somos capazes de nada. 

Só queremos alguém que segure nossa mão e não a solte por qualquer motivo banal, qualquer briguinha sem sentido, por qualquer desculpa esfarrapada, só por não aceitar o arsenal de vida que temos no peito. Quem não tem?

Muitas vezes, nós só buscamos uma palavra de incentivo, um: “Está tudo bem”.


Por vezes, buscamos leveza, buscamos quem nos carregue também no colo e que nos coloque em cima de um lugar confortável e macio, onde o nosso mundo é do tamanho da felicidade e do bem estar que sentimos no momento.

Não importa onde seja, mas que seja onde exista menos guerra, trazendo mais quietude dentro do próprio eu.

É preciso apaziguar a alma, as pessoas, é preciso mais comedimento e entendimento.
Por vezes, é preciso tão pouco!


É preciso manter um elo espiritual com a vida e com as pessoas que não merecem partir. Pessoas que são tão raras que jamais terão preço.

Muitas vezes, a gente sente que vai dar certo, sente que Deus está colaborando conosco e está nos dando aquela tão sonhada chance do agora.

Muitas vezes, a gente não percebe, a gente segue e não vê o que é preciso, não sente o que é bonito e deixa ir, sem conseguir provar o gosto daquele sentimento bom.

Precisamos parar de nos podar, precisamos proibir que nos manipulem e se apossem do que não lhes pertence.


Muitas vezes, a gente só quer o hoje transformado em plano aberto, horizonte limpo e unificar tudo aquilo que serve como prece bonita.

A gente só quer agradecer, não quer sofrer, nem padecer o tempo todo pelos nossos desenganos.

Só quer confiar, só quer sentir as raízes que se fincam na alma e se tornam grandes parcerias na vida nos mostrando, muitas vezes, que dá para ser eterno, dá para ser terno; dá para se unir e ao mesmo tempo se compartilhar em nome do que vem lá do fundo e que gera encantamento interior.

Erramos, acertamos. Precisamos uns dos outros Na maioria das vezes, a gente só quer viver de amor.


__________

Direitos autorais da imagem de capa: gajus / 123RF Imagens

Desistir não é uma opção!

Artigo Anterior

A linha tênue entre amor e orgulho…

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.