Pessoas inspiradoras

Mulher abandona aluguel e constrói sua casinha com pouco dinheiro e muita criatividade

capa Mulher abandona aluguel e constroi sua casinha com pouco dinheiro e muita criatividade
Comente!

Ela fez da própria história um negócio que deu muito certo.

Michelle Boyle, em um ano, mudou completamente de vida. A mulher, que pagava em torno de R$ 1.600 mensais de aluguel por uma casa comum na comunidade do Noroeste do Pacífico de Sherwood, no Oregon (EUA), agora dirige dois negócios que alugam quatro pequenas casas que ela mesma construiu, bem como quatro reboques em forma de lágrima, os quais ela renovou. Segundo Michelle Boyle disse ao Insider, no ano 2000, ela era recém-divorciada e mãe solteira de dois filhos, lutando de salário em salário e com medo de nunca conseguir se aposentar.

Ela conta que não tinha economizado um centavo para sua aposentadoria e sofria para sustentar os filhos sem pensão alimentícia. Michelle manteve isso por 12 anos, mas quando seus filhos iniciaram os estudos em uma universidade, ela decidiu que as coisas precisavam mudar. A mulher, que se descreve como “nômade digital”, trabalhava remotamente e percebeu que morar numa casa minúscula reduziria muito seus custos, o que a ajudaria a economizar para sua aposentadoria. Ela diz que, em toda a sua vida, nunca teve a sensação de segurança financeira, como tem agora. Ela acrescentou que, em 2014, não tinha um centavo no banco, mas que agora tem dois negócios.

Em 2015, Michelle Boyle se mudou para uma casa minúscula para economizar dinheiro para sua aposentadoria, mas ela não sabia que casas minúsculas também se tornariam seu negócio. A mulher estava com pouco dinheiro quando decidiu viver dessa forma, mas teve a ideia de procurar patrocinadoras que pudessem contribuir, então conseguiu financiar sua pequena casa com a ajuda de 24 patrocinadores em troca de conteúdo de mídia social.

Quando construiu sua casa, em 2015, Michelle diz que as pequenas casas ainda eram relativamente novas, mas que estavam ganhando popularidade, e as empresas estavam muito ansiosas para a divulgação por meio das mídias sociais. De acordo com o que Michelle contou ao Insider, ela financiou, com o próprio dinheiro, menos de um quarto de sua pequena casa, chamada de “My Tiny Empty Nest”, e disse que fazia cerca de 70% do trabalho com ajuda de seu namorado.

2 Mulher abandona aluguel e constroi sua casinha com pouco dinheiro e muita criatividade

Direitos autorais: Reprodução Facebook / My Tiny Empty Nest

A mulher que não tem experiência com construção disse ter um “nível muito alto de confiança e uma tolerância muito alta ao risco”, bem como ótima compreensão das próprias limitações, e sabe quando é a hora de contratar profissionais. Michelle então deixou de pagar R$ 1.600 por mês para viver numa casa minúscula de 204 pés quadrados por apenas US$ 75 por mês. O custo inclui eletricidade, água e wi-fi. Ela contou que construir algo com as próprias mãos é gratificante, e no seu caso, ela não apenas construiu, mas também projetou.

Michelle afirmou que, apesar de sua existência ser “um pouco reduzida”, ela diz que tem tudo de que precisa e que foi uma escolha intencional, acrescentando que está perfeitamente feliz mesmo sem ter todos os utensílios de cozinha, como liquidificador, máquina de fazer pão ou de arroz.

Em 2016, sua carreira no setor de pequenas residências foi lançada. Michelle participou de 14 festivais minúsculos em todo o país somente em 2017, como palestrante ou moderadora, e desde então começou com um blog e podcast sobre sua vida. Foi isso que a fez pensar em maneiras de monetizar a vida e uma pequena casa. Michelle pensou que poderia projetar e construir uma casa minúscula para vender e ganhar alguns milhares de dólares, ou projetar e construir casas minúsculas e alugá-las para ganhar alguns milhares de dólares por trimestre por casa para sempre.

3 Mulher abandona aluguel e constroi sua casinha com pouco dinheiro e muita criatividade

Direitos autorais: Reprodução Facebook / My Tiny Empty Nest

Em 2018, Michelle construiu sua segunda casa minúscula e a descreveu como um sucesso absoluto imediato, que estava quase 100% reservada no primeiro verão, também disse que em seis meses, ela pagou cada centavo investido. Desde esse momento, ela projetou e construiu sete pequenas casas, quatro — que logo serão cinco — das quais ela está alugando em uma antiga fazenda de árvores de Natal em Sherwood.

Segundo Michelle, 2020 foi extremamente movimentado, tanto para suas pequenas casas quanto para seus trailers, cuja ocupação raramente fica abaixo de 65% e gira em torno de 95% principalmente no verão.

A mulher diz que tem orgulho do trabalho que fez e dos negócios que construiu do zero em apenas alguns anos.

Comente!

Sem herdeiros, idoso deixa a empresa para funcionária que trabalhou no local por 40 anos

Artigo Anterior

Jon Bon Jovi, estrela do rock casada há 40 anos: a vida de excessos não era para ele

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.