publicidade

Mulher cadeirante e homem cego escalam montanhas juntos

Não há limites para o poder de uma amizade, e um casal de amigos dos Estados Unidos mostra isso na prática!



Melanie Knecht e Trevor Hahn são dois amigos que adoram fazer caminhadas pelas montanhas. Esse é um hábito muito comum de diversas pessoas, mas os dois amigos não são o público mais comum desse tipo de aventura. Melanie tem 29 anos e nasceu com espinha bífida, por isso se locomove em cadeira de rodas, e Trevor, de 42 anos, perdeu a visão há cinco anos devido a um glaucoma. Os dois tinham as próprias experiências pessoais pelo mundo, mas desde que se conheceram puderam explorá-lo de maneira muito melhor, por meio da ajuda mútua.

Amantes da natureza e de atividades ao ar livre, os dois se conheceram há cerca de um ano em um curso de exercícios adaptados, fizeram amizade rapidamente e logo começaram a planejar suas aventuras juntos.

Um supre a necessidade do outro

Cada um dos amigos consegue reduzir os efeitos da deficiência do outro. Melanie, que não pode andar, possui um equipamento semelhante a uma mochila no qual ela é colocada e pendurada às costas do amigo, e Trevor, que não consegue enxergar, é guiado por Melanie, que com muita empatia e bom humor descreve muito bem o terreno e as paisagens por onde os dois passam.


“Ele é as pernas; eu, os olhos, e essa é a mágica: nós somos a dupla dos sonhos”, disse Melanie em entrevista ao Good Morning America.

Os dois amigos gostam muito de caminhar juntos e acreditam que sua parceria é mais eficiente do que com outras pessoas: “Nós dois temos a mesma responsabilidade: se um de nós cai, o outro cai, e isso muda toda a dinâmica: em vez de você se sentir um fardo, você passa a ser essencial para a experiência que outra pessoa está tendo ao ar livre”, disse Trevor ao The Trust for Public Land. “O fato de estarmos ajudando um ao outro diminui a pressão”, completou Melanie.

Eles estão compartilhando suas experiências juntos nas redes sociais e gerando uma grande repercussão, o que os deixa felizes e inspirados: “Foi ótimo compartilhar a nossa história com as pessoas e eu espero que isso incentive mais gente a tentar fazer o que nós estamos fazendo, isso mostra que, juntos, nós somos mais fortes mesmo”, disse Melanie.


O foco deve ser a conquista, não a deficiência

No entanto, apesar de estarem se tornando exemplos para muitas pessoas no mundo, os amigos não se sentem confortáveis ao serem chamados de “inspiradores”. Trevor disse, em entrevista: “Eu sempre odiei quando andava de snowboard e alguém gritava alguma coisa para me dizer que eu era inspirador. Às vezes, soa como humilhante. Você não diria isso para alguém que enxerga só porque ele está andando de snowboard”. Melanie concorda com o amigo e prefere que o foco sejam suas conquistas, ao invés de sua deficiência.

Melanie e Trevor são dois grandes exemplos do poder da amizade e da união, afinal, somos todos mais fortes e capazes juntos!

Compartilhe essa linda história em suas redes sociais e, se conhecer alguma semelhante a essa, deixe-nos saber por meio dos comentários abaixo!

 

  Direitos autorais da imagem de capa: hiking_with_sight | Instagram | Fair Use

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.