Pessoas inspiradoras

Mulher cria mercearia gratuita para idosos e pessoas carentes na pandemia!

Bri tem se dedicado a trabalhar com doações para a população carente, em especial idosos e crianças que enfrentam insegurança alimentar.



A pandemia escancarou o que há décadas já vem sendo anunciado por ativistas e movimentos sociais: o aumento da pobreza e desigualdade social. Com a crise sanitária, a ausência de investimentos em educação, saúde e políticas públicas para garantir autonomia da população de baixa renda trouxe grandes consequências.

O aumento do desemprego, a insatisfação de comerciantes e autônomos, além de uma gestão duvidosa da questão da saúde fazem com que as pessoas mais vulneráveis sofram as consequências de maneira desproporcional. As mulheres perderam seus empregos, as escolas fecharam e as crianças não têm onde ficar, fazendo com que famílias inteiras precisem se arriscar a contrair o vírus nas ruas.

Além das mulheres, os idosos e as crianças também têm sofrido o impacto da crise sanitária. Pensando nisso, em Chicago, nos Estados Unidos, inúmeros voluntários se reuniram para ajudar a saciar a fome de quem passa por insegurança alimentar.


A gerente do projeto Honeycomb, Bri Lilly, foi quem administrou a mercearia gratuita para idosos e pessoas carentes, mas contou com ajuda de muitas pessoas para ver a ideia sair do papel. Os idosos ficam expostos quando precisam ir ao mercado, muitos nem sequer têm dinheiro para fazer suas compras.

Por isso, a ideia da equipe era oferecer alimento para todas as pessoas que estivessem precisando, principalmente as mais vulneráveis. Em entrevista ao ABC7, Bri enaltece a questão de muitas pessoas ajudarem a comunidade e quem precisa, mesmo estando no auge de uma pandemia global.

A ideia principal era garantir que os idosos conseguissem se alimentar de maneira saudável e de forma gratuita, recebendo doações de produtores locais, que fizessem com que todos se conectassem socialmente. Todos os produtos essenciais são oferecidos, desde os itens mais básicos até guloseimas, e Bri afirma que tudo é graças às pessoas que doaram os produtos.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@honeycombproject.


Para fazer com que a mercearia abrisse, os voluntários receberam doações por cerca de quatro meses antes da data planejada, assim teriam produtos para que muitas pessoas pudessem fazer as compras. Daily, uma das senhoras que receberam as doações, afirmou que para ela era extremamente complicado fazer compras sozinha, mas ali conseguiu todo apoio de que precisava.

A comunidade foi responsável por colocar o projeto em prática, ajudando mais pessoas ainda, mostrando que é a união que faz as ideias saírem do papel. Bri Lilly agradece a todos que compareceram ou que, de alguma forma, ajudaram a alimentar as pessoas mais vulneráveis da sociedade.

“Nenhuma criança nasce folgada, ela aprende a ser” (Içami Tiba)

Artigo Anterior

Artista de rua humilhado em semáforo recebe apoio de desconhecidos e já arrecadou R$ 14 mil!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.