Comportamento

Mulher de 109 anos afirma que o segredo para viver mais é evitar os homens

capa Mulher de 109 anos afirma que o segredo para viver mais e evitar os homens
Comente!

A idosa deu uma opinião sincera sobre o lugar que os relacionamentos românticos ocupam em sua vida. Confira!

Os relacionamentos românticos são considerados como os principais pilares da felicidade para muitas pessoas. Inúmeras mulheres, especialmente aquelas que tiveram uma criação mais tradicional, passam anos se preparando para os futuros companheiros. Elas aprendem a limpar a casa, cozinhar, preparam-se para a maternidade com afinco para cumprir seu papel da melhor maneira possível.

Mesmo as que não sentem a necessidade de ser mães ou se envolver numa relação eterna também podem com frequência buscar uma companhia masculina para fortalecer o seu ego.

Esse tipo de relacionamento é parte comum da vida humana, e pode, sim, proporcionar muitos benefícios, como autoconfiança, segurança, amor e até a sensação única da formação de sua própria família.

No entanto, assim como existem as mulheres defensoras dos romances, há aquelas que não os consideram essencial, inclusive preferem evitar a companhia frequente dos homens. Esse é o caso de Jessie Gallan, considerada a mulher mais velha da Escócia. Em 2015, aos 109 anos, ela fez uma declaração bastante divertida e, de certa forma polêmica, que até hoje é lembrada, mais de seis anos depois da sua morte.

Conforme contado numa matéria do Daily Mail, a idosa, em seu 109º aniversário, perguntada sobre o segredo para a longevidade, respondeu que se trata de comer mingais fartos, mas manter os homens bem distantes.

Jessie Gallan revelou que nunca se casou, e deu alguns detalhes sobre a sua vida pessoal. A idosa nasceu numa pequena casa de campo de dois cômodos e dormiu por 13 anos em um colchão de palha junto com os seis irmãos, até que decidiu sair de casa e se tornar uma leiteira.

Por algum tempo, ela trabalhou como ajudante de cozinha em uma fazenda e depois num hotel que recebeu a visita da rainha e da rainha mãe enquanto ela estava lá. Em seus anos finais, a idosa viveu em uma casa de repouso em Aberdeen.

Voltando ao tema de sua longevidade, Gallan pontuou: “Meu segredo para uma vida longa é ficar longe dos homens. Eles trazem mais problemas do que coisas boas”.

No entanto, fora das brincadeiras, ela também listou algumas atitudes que a ajudaram a chegar a essa idade impressionante: exercícios e uma tigela de mingau todas as manhãs são coisas indispensáveis.

Sobre sua longa vivência, a idosa comentou que é incrível ver o quanto o mundo mudou e se tornou diferente da época em que ela nasceu.

Rebecca Streeter, trabalhadora de apoio do lar de idosos em que a Gallan vivia, comentou que a idosa, apesar da idade avançada, era bastante disposta, pois participava das atividades em grupo do local, exercitava-se e frequentava a igreja todos os domingos.

Srta. Gallan se tornou a mulher mais velha da Escócia em 2019, após a morte de Clare Dawson, de Glasgow, também aos 109 anos.

Com certeza, seus mais de 100 anos são um marco impressionante, mas não podemos afirmar que a sua longevidade está, de fato, relacionada ao fato de nunca ter se casado.

Apesar disso, há muitas mulheres que concordam com o ponto de vista de Gallan e procuram se manter o mais distante possível de um relacionamento duradouro com os homens.

Comente!

Duas gerações em conflito: adultos infantilizados e crianças adultizadas

Artigo Anterior

Brasileira é sequestrada e violentada na fronteira entre México e EUA

Próximo artigo