Notícias

Mulher descobre espécie de alergia ao próprio bebê durante gestação

Direitos autorais: Reprodução.
Mulher descobre especie de alergia ao proprio bebe durante gestacao

Fiona Hooker, que ganhou bebê há cerca de 7 meses, teve uma condição rara durante sua gestação. Ela desenvolveu placas avermelhadas em todo o corpo, como se fosse alergia ao próprio filho.

A condição apareceu com manchas na barriga a partir da 31ª semana de gravidez. Segundo ela, pareciam “picadas de urtiga”, que coçavam e pioravam progressivamente.

Os médicos prescreveram uma série de cremes esteroides, mas não resolveram a gravidade dos sintomas.,

Aos oito meses de gravidez, as erupções se tornaram mais graves e Hooker teve que ir ao pronto-socorro. Ela iniciou mais nova rodada de esteroides orais, que fizeram a dor diminuir.

mulher alergia ao bebe

Direitos autorais: Reprodução.

Porém, a jovem de 32 anos disse que a condição “explodiu” em bolhas dolorosas depois que ela deu à luz, tornando difícil até mesmo segurar seu bebê no colo.

Os médicos ficaram inicialmente confusos com a condição de Hooker, especialmente porque, em sua primeira gestação, ela não teve complicações.

Só após dar à luz, ela foi diagnosticada com penfigoide gestacional – um distúrbio autoimune “causado pelo sistema imunológico, que produz autoanticorpos que atacam erroneamente a própria pele.

“Eles acham que pode ter a ver com o bebê – algo no DNA do pai faz com que a placenta comece a atacar uma proteína que também está na pele, então meu corpo estava atacando minha pele”, disse ela.

“Meu filho deve ter um gene do pai dele que minha filha não pegou porque eu não o tive na minha primeira gravidez”, contou.

Hooker então fez um tratamento longo de seis meses, com diferentes níveis de esteroides orais até a condição melhorar.

mae alergia bebe

Direitos autorais: Reprodução.

Penfigoide gestacional

A penfigoide gestacional é condição que se apresenta em forma de erupção bolhosa e pode ocorrer durante a gestação ou no pós-parto. O diagnóstico é clínico ou por biópsia de pele.

Segundo o Manual MSD, a doença parece ser fenômeno autoimune, provavelmente causado por anticorpos do tipo IgG.

As lesões, normalmente, começam na região do umbigo e, em seguida, se espalham pelo corpo. As palmas das mãos, plantas dos pés, tronco, região glútea e extremidades podem ser afetadas, mas, normalmente, a face e as mucosas permanecem ilesos.

O tratamento para a penfigoide gestacional é feito com corticoides, assim como o caso de Hooker.

0 %