4min. de leitura

Mulher empoderada!

Mulher, houve um tempo em que você não passava de uma dona de casa, submissa vivendo sob os comandos de um machismo dominador. Mas, assim como o sol você enfrentou as nuvens do autoritarismo, venceu a escuridão e a sua luz você revelou.


Mulher, você deseja ter ao seu lado alguém de mentalidade aberta, independente, que seja capaz de ouvi-la, sem interrompê-la antes de você concluir o seu raciocínio.

Mulher, você busca aquilo que lhe traga o charme, o detalhe que possa evidenciar a sua beleza, algo que venha diferenciá-la das outras.

Mulher, você sonha em conquistar o conforto, sabe combinar as cores com os seus sonhos, o preço e o bom gosto, você ama livros que contam histórias felizes e bem-sucedidas! Porque nestas obras o amor é tratado com o toque de magia que você deseja que aconteça em sua vida.

Mulher, você quer distância da mesmice e sonha em chegar ao futuro, sem levar consigo na expressão de sua aparência as marcas da velhice! Esse é o sonho de todas.


Mulher, você se sente valorizada usando joias e roupas elegantes, que realçam os traços de sua beleza, porque também em sua aparência você guarda riqueza.

Mulher, quando você entra em período de TPM, você passa por uma violenta reforma íntima que lhe deixa com a alma revirada do avesso. Você fica sensível ao extremo, o seu emocional desequilibra, os nervos tornam-se à flor da pele, você fica irritada como uma fera acuada pelos sentimentos de baixo astral que oprimem a sua alma sonhadora; a sua autoestima cai, a agressividade contida sobe, um monstro interno entra em ação e depreciando a sua imagem você se acha feia, sente-se insegura, esquece de suas qualidades e cria uma imagem temporária sobre si mesma cheia de defeitos imaginários.

Você se questiona se você é uma boa mãe, boa companheira, boa amiga e boa profissional. Mas como está se olhando de maneira negativa, conclui que é péssima em tudo.

Mulher, antigamente você se anulava para exaltar o ego do marido. E enquanto ele se realizava, o seu sonho era esquecido. Mas você deu uma grande virada e saiu da escuridão do esconderijo.

Mulher, ainda bem que os tempos mudaram e você hoje já não aceita mais fingir que é submissa. Você tomou posse de si, subiu no salto e ninguém a tira mais da pista. Agora o papel de dona de casa já não lhe inferioriza. Porque você compra o imóvel com próprio dinheiro e paga à vista.


Mulher, você não quer nada demais. É uma guerreira da paz. Só exige que os direitos sejam iguais. O resto você é CAPAZ de correr atrás!

Mulher, em nome do machismo que já lhe causou tanta dor, medo, tristeza desigualdade e opressão, eu corro contra o tempo e lhe peço perdão!


Direitos autorais da imagem de capa: Savs / Unsplash





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.