Mulher idosa viaja alemanha pintando corações sobre grafites racistas!

Uma mulher de 70 anos de idade de Berlim está lutando contra o racismo e o neonazismo na Alemanha, cobrindo os grafites odiosos com corações.



Segundo a CNN, a mulher – professora aposentada chamada Irmela Schramm – passa até 17 horas por semana caçando sinais discriminatórios.

Schramm viajou pela Alemanha, bem como outros seis países ao longo das últimas três décadas, e pintou ou removeu mais de 130.000 símbolos de ódio.

“Estou realmente preocupada com esta propaganda de ódio”, disse ela. “Eu quero tomar uma posição. Não apenas palavras ocas. Mas fazer alguma coisa.


As pessoas notaram o esforço de Schramm – para melhor ou pior.

De acordo com o New York Times, estranhos abraçaram e agradeceram a mulher por tomar uma posição. O Museu Histórico Alemão até mesmo criou uma exposição mostrando o extenso catálogo do trabalho de Schramm.


Mas, as pessoas também a agrediram três ou quatro vezes. Ela nem sequer viaja em certas áreas, por medo de que os bandidos possam reconhecê-la; Recentemente, ela disse, um neonazista a empurrou.

Os policiais também tomaram nota do hobby de Schramm; Geralmente, a deixavam com um leve aviso, mas a polícia a ameaçou com uma multa de mais de $ 1.000.

“Ela está andando em uma linha tênue, se você olhar para as leis alemãs sobre grafite e danos à propriedade”, Martin Gegenheimer. – Ela se meteu em problemas algumas vezes. Mas sua posição é que, moralmente, é mais importante se livrar dessas coisas.”

___

Traduzido pela equipe de O Segredo Fonte: David Wolfe

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.