Animais

Mulher que se envolveu em acidente ao desviar de cadela quer adotá-la: “Não saiu de perto de mim”

Foto: Arquivo pessoal
Mulher que caiu de moto ao desviar de cadela na rua agora quer adota la Nao saiu de perto de mim 1 minuto

O caso ocorreu em Pernambuco e o cão ficou ao lado da mulher durante todo o atendimento dos paramédicos.

Não é de hoje que vemos casos de animais demonstrando empatia com os seres humanos! Já tivemos casos de cachorros “se rendendo” junto a pessoas que estavam sendo abordadas, animais que ficam mais próximos em pessoas de luto ou que simplesmente alegram o dia de seus tutores apenas com sua presença.

Animais podem expressar emoções genuínas, que muitas vezes parecem faltar nos seres humanos. Este senso de camaradagem e parceria é um dos motivos que faz os cães levarem o título de “melhores amigos do homem”.

Uma cadelinha em Pernambuco demonstrou tanto apoio a uma mulher que está querendo que a cadelinha faça parte de sua família! A recepcionista e vigilante Leidiane Oliveira sofreu um acidente, quando ia de moto para o seu trabalho, em Jaboatão dos Guararapes, na Grande Recife. Leidiane acabou vindo ao chão após ter desviado de um cachorro que estava na pista, enquanto ela cortava a avenida com a sua moto. Leidiane foi informada depois que o animal foi ao seu encontro depois do acidente e permaneceu com ela durante todo o atendimento. O cão em questão era uma fêmea, como lhe informaram depois, e a jovem ficou tão tocada pela atitude dela que resolveu que iria encontrá-la e adotá-la.

De acordo com informações do G1, o itinerário de Leidiane no dia do acidente era o seguinte: ela saiu de seu emprego como vigilante e seguiu para a Vara de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher, em Candeias, onde é recepcionista. O acidente aconteceu na Avenida Ayrton Senna, no bairro de Piedade, por volta das oito horas da manhã.

Mulher que caiu de moto ao desviar de cadela na rua agora quer adota la Nao saiu de perto de mim 1 minuto 2

Direitos autorais: Reprodução / Arquivo pessoal

Leidiane se recorda que a pista estava escorregadia por conta da chuva. O que a fez cair no chão foi o fato de que desviou da cadela no meio da rua, pois não queria acertá-la. Para proteger o animal perdido, ela acabou se machucando.

A vigilante e recepcionista disse que acredita que teria caído de qualquer forma, pois havia freado a moto de maneira muito brusca, mas não havia muito o que se fazer na situação, por conta do chão molhado e agilidade necessária na situação. Leidiane só queria que o animal não fosse ferido.

Leidiane acredita que o animal pode ter sentido o cheiro da cachorra de estimação dela, Amora, de dois anos e meio. Por isso, se aproximou para tentar ficar com ela.

Quando caiu, Leidiane percebeu que a cadela veio ao seu encontro e começou a lhe lamber. Os paramédicos a tiraram do meio da pista e a posicionaram na calçada, para os cuidados. Leidiane estava focada nas suas contusões, mas soube que a cadela não saiu um minuto sequer do seu lado.

Mulher que caiu de moto ao desviar de cadela na rua agora quer adota la Nao saiu de perto de mim 1 minuto 3

Direitos autorais: Reprodução / Arquivo pessoal

De acordo com a acidentada, até mesmo os paramédicos se surpreenderam com a atitude do cão. Quando ela foi colocada em uma maca na ambulância, a cadela foi atrás e tentou subir na ambulância. Os bombeiros não podiam acreditar na cena que viam.

Por decorrência da queda, Leidiane disse que ficou com uma dor no peito intensa, embora não tenha se arranhado muito, pois estava com uma roupa que cobria bem o seu corpo. Ela também se lembra de uma forte dor de cabeça, que só passou com o uso de medicamentos que lhe receitaram na Unidade de Pronto Atendimento para onde foi encaminhada.

Mulher que caiu de moto ao desviar de cadela na rua agora quer adota la Nao saiu de perto de mim 1 minuto 4

Direitos autorais: Reprodução / Arquivo pessoal

Durante sua licença médica após o acidente, Leidiane disse que tem planos de encontrar a cachorrinha que esteve ao seu lado durante o momento difícil e quer adotá-la. A recepcionista disse que quando encontrar a cadela que não a abandonou, a trará para sua casa, para que possa se tornar a “irmã” de Amora, a cadelinha que já é tutora.

0 %