Mulher que perdeu a mãe para covid-19 adota cão de rua que a consolou!

O cão sentiu a dor de Jaqueline e a consolou com abraços e lambidas. Emocionada pelo gesto de amor, a mulher o levou para casa e lhe deu um lar!



A covid-19 tem feito muitas vítimas e deixado inúmeras famílias incompletas, com dificuldade de lidar com a dor da perda, que muitas vezes chega rápido demais e sem aviso.

Jaqueline Masceno, de 37 anos, é uma das pessoas que tiveram um ente querido levado pelo vírus. No último dia 15, ela perdeu a mãe, com quem tinha um grande vínculo, apenas um dia depois de ser hospitalizada em Teresina (Piauí), onde vive.

A dor enfrentada por ela foi muito grande, especialmente porque não teve a oportunidade de se despedir da mãe, como gostaria. Jaqueline faz parte do grupo de risco, por isso sua presença não foi permitida no hospital.


Ao receber a notícia do falecimento de sua mãe, ela sentou-se na calçada do hospital e começou a chorar, e foi nesse momento em que uma companhia inesperada se aproximou e, mesmo sem dizer uma palavra, consolou-a da melhor maneira possível.

Um cãozinho de rua, que estava sempre por ali, pulou nos braços de Jaqueline e a encheu de lambidas, como demonstração de afeto e cuidado.

Ao portal de notícias UOL, a mulher contou que o gesto do cãozinho foi verdadeiro e que nem os seus cachorros estão acostumados a tratá-la dessa forma. Ela revelou ter-se sentido verdadeiramente tocada pelo gesto do animal e sentiu a presença de sua mãe no momento em que tudo aconteceu.


Jaqueline disse acreditar que se tratava de uma despedida de sua mãe, pois sentiu a presença dela no abraço e nos “beijos” do cãozinho, pois ela era amante dos animais e cuidava de muitos deles, mesmo sendo cadeirante.

A cena foi registrada por alguém que estava no local e logo viralizou nas redes sociais, e isso a motivou a adotar o animalzinho, que lhe provou ser um grande companheiro de vida.

Jaqueline pediu ao hospital que a avisasse, caso o cãozinho voltasse a aparecer, e isso aconteceu uma semana depois, na missa de sétimo dia de sua mãe. Ela o abriga em sua casa desde então; suas cadelas se acostumaram muito bem com a presença dele.

Jaqueline disse que o cão está bem e que permanecerá ao seu lado como uma lembrança de sua mãe.

Que história especial! Os animais estão sempre conosco e merecem todo o nosso amor e gratidão.

Compartilhe o texto com os amigos em suas redes sociais!

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.