Comportamento

Mulher se recusa a tirar os pelos do rosto e do corpo. Se a quiserem, terá que ser como ela é!

Eldina quer ser aceita como realmente é, com todos os pelos do corpo. Saiba mais!



Os pelos são uma parte natural de nosso corpo, mas a forma como escolhemos mantê-los divide opiniões há muito tempo.

Especialmente nas mulheres, é comum que os pelos, especialmente os mais visíveis, como da sobrancelha, buço e axilas estejam aparados, porque, para muitas delas, a depilação é algo natural, que lhes faz bem, por trazer mais liberdade e até mesmo um senso de higiene melhor.

No entanto, para outro grupo de mulheres, remover ou modelar os pelos não é algo que apreciam, mas fazem apenas pela pressão da sociedade, pois se sentem bem em mantê-los em sua forma natural.


Por conta desse ponto de vista, muitas mulheres acabam decidindo deixar a depilação de lado e permitir que os pelos cresçam livremente pelo corpo, inclusive no rosto, sem se importar com a forma como as outras pessoas a enxergam.

Eldina Jaganjac, uma dinamarquesa de 31 anos, é uma dessas mulheres. Há algum tempo, ela decidiu que não removeria mais os seus pelos e, desde então, tem mantido uma aparência bastante natural, que lhe agrada.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@eldina_jaganjac.

Em entrevista a Unilad, ela disse que estava se sentindo frustrada com as diferenças na depilação entre homens e mulheres, e que se recusa e depilar o buço ou as sobrancelhas, o que funciona para ela como uma maneira de “eliminar” os encontros ruins, conhecendo apenas homens que a aceitem como realmente é.


Desde março de 2020, ela mantém essa nova aparência, pois percebeu que o tamanho dos pelos não influencia na sua feminilidade.

Eldina explicou que, antes de deixar a sobrancelha crescer, ela sentia que as mulheres tinham opções muito limitadas de aparência, e citou que, quando os homens não fazem a barba ou as sobrancelhas, ninguém comenta, pois não é visto como algo “fora do comum”.

Ela também comentou que já deixou de sair porque as sobrancelhas ou as pernas não estavam do “jeito certo”, mas que agora aprendeu a se policiar e está se concentrando em seus objetivos, sem se importar se as pessoas gostam dela ou não, porque provavelmente não as verão novamente.

Direitos autorais: reprodução Instagram/@eldina_jaganjac.


É claro que ela enfrentou desafios no começo, como muitos homens lhe dizendo para ela se depilar ou até mesmo olhando para suas sobrancelhas, como se ela tivesse uma “terceira cabeça”, mas diz que isso apenas a ajudou a afastar as pessoas que não quer ter por perto.

Essa, com certeza, é uma grande demonstração de personalidade. Qual sua opinião? Concorda com a postura de liberdade de Eldina?

Comente abaixo e compartilhe o texto nas redes sociais!


Há 30 anos, ele adota crianças em estado terminal: “Faço o meu melhor e deixo o resto nas mãos de Deus”

Artigo Anterior

Cão desabrigado, que enfrentava frio de -10°C, sozinho, na rua, ganha um lar. Nunca mais passará frio!

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.