2min. de leitura

Mulher vai às ruas perguntando: “O que eu posso fazer por você agora?”

Vivemos na geração da rapidez. Há sempre pressa, estamos sempre atrasados, a sempre algum motivo para corrermos. No meio de tanta correria, fica difícil parar por alguns momentos para observar o outro e as suas necessidades. Será que o senhor sentado ao meu lado no ônibus está precisando de algo? Como anda a vida daquela menina de olhos tristes que acabou de passar por mim? Como eu poderia deixar o dia daquele menino melhor? Esse tipo de pergunta raramente passa por nossas cabeças.


Renata Quintella resolveu fazer algo a respeito. Criou assim o projeto A Jornada, e saiu pelas ruas conversando com as pessoas e perguntando o que poderia fazer por elas naquele momento. Ela ouviu desabafos de amor, ajudou a carregar sacolas, ajudou a empurrar carroça de sucatas, deu abraços e até organizou uma festa de aniversário. No meio do caminho, outras pessoas ficaram tocadas com o gesto de Renata e participaram também.

Veja algumas das pessoas que foram tocadas por esse projeto (que merece muito ser replicado):

jornada-sacola


Sra Dona Eidiná precisou de ajuda para carregar uma sacola pesada.

jornada-sucata

Sr. Paraná precisou de ajuda para empurrar a carroça de sucata.


jornada-vassoura

Sr. Zé Bezerra precisava vender sua primeira vassoura do dia. Ela comprou.

jornada-aniversario

Era aniversário da moça. Renata ajudou a preparar uma festa e alegrar o dia da moça.

jornada-abracos

Eles precisavam de abraços.

E você, já fez alguma coisa por alguém hoje?

(Acompanhe os próximos passos do projeto na Fanpage deles)

(fotos gentilmente cedidas por Renata Quintella)





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.