Comportamento

“Nada Ortodoxa”, a série da Netflix que fará você acreditar em si mesmo(a) de novo

nada Ortodoxa a serie da Netflix que fara voce acreditar em si mesmoa de novo

A produção da Netflix é carregada de preciosos ensinamentos que impulsionarão a sua autoconfiança!

Você sente que realmente é livre para fazer o que quiser da própria vida ou acredita que, por mais que, muitas vezes, tenha ouvido que é livre para fazer as próprias escolhas, está muito limitado e o seu futuro depende muito das pessoas às quais agradará com cada uma de suas atitudes?

Esse é um questionamento bastante interessante, ao qual várias pessoas já dedicaram seu tempo. Vivemos em uma sociedade que nos diz o tempo todo que temos a liberdade de escolher tudo sobre nossa vida, desde a cor de nossas roupas até a nossa profissão e influência social.

Essa mesma sociedade nos garante que a falta de liberdade e autonomia das pessoas teve fim há muito tempo e que atualmente cada um de nós pode tomar as próprias decisões, sem ser limitado ou atrapalhado por ninguém, e que teremos todo o apoio necessário para tornar os nossos sonhos realidade.

Mas será que as coisas realmente são dessa forma, ou apenas temos maior sentimento de liberdade, quando no fundo continuamos sendo controlados pela nossa família, amigos, parceiros românticos e pelo mundo de forma geral?

Cada um de nós tem a própria opinião, e existem diversas maneiras de deixar as nossas opiniões claras. A arte é sempre uma das melhores maneiras de expressar a nossa visão da realidade, e uma produção muito interessante da Netflix, de 2020, aborda bastante a liberdade pessoal, mostrando-nos que muitas vezes somos sim controlados por pessoas e ambientes, e que a única maneira de conseguir a nossa verdadeira felicidade é quebrando todas as regras e estruturas da sociedade que nos aprisionam em uma vida de mesmice.

“Nada Ortodoxa”, uma minissérie alemã de quatro episódios conta a história de Esty Shapiro (Shira Haas), uma jovem de 19 anos que nasceu e foi criada na comunidade judaica ultraortodoxa Satmar, de Nova York (EUA).

Seguindo os padrões da sua comunidade, com a qual nunca se identificou, Esty tem um casamento arranjado que a faz muito infeliz, e encontra um jeito de escapar dele, fugindo tanto do país quanto do judaísmo e do hasidic, um dos ramos mais conservadores dessa religião.

A jovem foge para a Alemanha, onde a mãe mora. A primeira temporada da série mostra a fuga dela, desde a sua preparação para o casamento até a convivência com os avós e a tia que a criaram.

Para encontrar uma vida melhor, Esty passa por diversas dificuldades, desde a gravidez na adolescência, a rejeição da família e a pobreza entre outras coisas.

Essa série tão interessante, que nos mostra pelo exemplo de Etsy que somos capazes de quebrar o ciclo negativo e tóxico da nossa vida e conquistar a liberdade, foi baseada numa história real, mais precisamente na autobiografia homônima “Unorthodox”, de Deborah Feldman, de 2012.

A mãe de Deborah mãe fugiu da ultraortodoxia judaica e o seu pai não podia cuidar dela, por isso foi criada pelos avós. Assim como a protagonista da série, ela nunca se encaixou verdadeiramente na comunidade, e tudo piorou quando teve de se casar aos 17 anos e encarar uma gravidez forçada aos 19.

Em 2009, exausta da vida que não lhe trazia felicidade alguma, Deborah resolveu recomeçar. Ela então deixou o marido, cortou os laços com a comunidade e fugiu com o filho em busca de uma vida autêntica, em que poderia construir o próprio destino.

A produção alemã ganha a atenção de muitas pessoas por deixar claro que algumas vezes precisamos nos encher de coragem e abandonar tudo aquilo que nos é familiar, mas não nos agrada, para que possamos realizar os nossos sonhos.

Não daremos spoiler para não estragar a surpresa, mas recomendamos que você assista a essa produção, com certeza ela ficará em sua mente, e quem sabe até não o inspire a fazer uma mudança na própria vida.

Guepardo vê fotógrafo tirando um cochilo debaixo de uma árvore e resolve dormir junto

Artigo Anterior

Lutador de muay thai é suspeito de espancar e torturar enteado de 5 anos

Próximo artigo