AmorO SegredoRelacionamentos

Namoro e relacionamentos: quando terminar?

Nós seres humanos, somos totalmente emocionais e ainda principiantes no que diz respeito ao equilíbrio das nossas emoções. Com a chegada da idade e da maturidade vamos melhorando, mas ainda conservamos muitas emoções inferiores para serem purificadas.



Mesmo seres muito evoluídos e que trilharam uma senda de reforma íntima constante, ao chegarem no final de uma vida, acreditam que poderiam ter sido melhores em alguns aspectos emocionais.

Somos seres que sentem demasiadamente e que por muitas vezes temos grande dificuldade de encerrar os ciclos e finalizar o que precisa de um ponto final. Só que a própria natureza se processa em ciclos, como as estações do ano com data para iniciar e para terminar, as fases da lua, os meses do ano, o ritmo das marés ou do ciclo menstrual pelo qual as mulheres passam mensalmente.


E faz algumas décadas que a espécie humana vem se  distanciando da natureza gradativamente; e atualmente nos guiamos por um sentimento de urgência exacerbada e de antecipação do futuro que nos gera ansiedade, preocupação e frustração.

Esse mar de sentimentos desequilibrados que sentimos todos os dias traz também o apego aquilo que já é conhecido, pois muitas vezes, mesmo que estejamos em uma relação ruim, como ela já nos é conhecida, acaba tornando-se confortável. E conforto é tudo o que o ser humano procura, em todos os níveis!!! Os estudos de física quântica comprovam que quimicamente estamos programados para buscar o conforto e a satisfação, e isso acaba se tornando acomodação.

Na época em que atendia em consultório, acompanhei muitos casos de relacionamentos longos e cômodos onde os cônjuges não tinham força para causar os rompimentos necessários.

Existem alguns erros básicos que as pessoas cometem ao terminar ou permanecer em uma relação, os quais vou descrever daqui a pouco. Antes de compreender esses erros, precisamos entender o que aproxima as pessoas para que venham a ter um relacionamento romântico.


O que aproxima duas pessoas?

Algumas pessoas se aproximam por atração física, outras por amor, alguns por dinheiro, outros por beleza e outras nem sabem direito por que, ou seja, o próprio karma une duas pessoas por compatibilidade energética.

Segundo os mentores do Plano Superior, a paixão é um gatilho disparado para unir duas pessoas que possuem um karma a resgatar e ela só dura o tempo necessário para que as duas almas se envolvam. Quando a paixão acaba, existem algumas possibilidades, dentre elas existe a união do casal tornar-se mais forte através do vínculo do amor ou também a chance de um rompimento, havendo o término do namoro ou relacionamento.

casais


E porque nesses momentos é tão difícil romper?

Para quem é otimista por natureza, torna-se mais fácil, pois quem pensa positivo acredita que a vida está guardando melhores surpresas para o futuro. Porém, quem possui algum grau de pessimismo, sente um medo terrível do novo, do desconhecido e foca toda a sua atenção no “e se”… E se eu não conseguir ter um novo relacionamento? E se eu não conseguir esquecer o fulano? E se ninguém me quiser?

Essas inseguranças e medos começam a tornar-se grandes fantasmas e literalmente assumem uma forma viva na cabeça da pessoa. E é justamente por isso, por esse tipo de apego a uma situação, que nossa mente vai criando repetições de pensamentos sempre de mesmo padrão, e ficamos impedidos de agir, tal é a nossa angústia e dor.

Agora, uma realidade chocante, que você talvez ainda não tenha parado para pensar…


Mesmo de forma inconsciente ou “sem querer”, relacionamentos são baseados em interesses sim!!!

Amor incondicional é aquele sentimento que o nosso cachorro sente por nós, pois amor incondicional é impossível entre dois seres humanos, mesmo entre mãe e filho, e já explico o porque disso!

Sabe porque não existe amor incondicional? Porque somos controladores. Para amarmos alguém, desejamos que a pessoa se comporte de uma determinada maneira, senão paramos de amá-la. O amor incondicional verdadeiro não tem fim, e independe das atitudes do ser amado. Ele simplesmente existe.

Entenda o que eu quero dizer…


Para compreendermos melhor, vamos simular uma situação hipotética e bem tradicional?

Vamos supor que você é uma menina e conheceu um rapaz que você considera ideal, que reúne todas as condições que você preza: bonito, inteligente, gosta de cinema, sorridente, família boa, tem independência financeira, amoroso e segue os mesmos preceitos espirituais que você se identifica. Vocês estão recentemente apaixonados!

É a pessoa ideal, ou seja, o que você idealizou, e isso faz com que você imagine coisas e crie expectativas com relação as atitudes dele. E você se sente apaixonada não por ele, mas pelas emoções que ele causa na sua vida, e assim você gosta de si mesma e não dele. Ele faz você se sentir bem, feliz, realizada, amada e linda. E enquanto ele fizer você se sentir assim está tudo bem. Vamos supor que um dia o rapaz não esteja muito bem e tenha um surto de “falta de educação” e lhe diga coisas não muito agradáveis.

Automaticamente, o seu amor por ele diminui.


Então eu pergunto: – Alguma vez ele prometeu ou jurou que seria educado eternamente? Ou foi você que criou uma expectativa de que ele seria educado eternamente e que nunca poderia ter um deslize?

Nós criamos expectativas irreais quando estamos apaixonados! Acreditamos que a pessoa é perfeita! Que ela não erra! E quando acontece algum deslize, ficamos frustrados, decepcionados! E quando ela muda totalmente de comportamento, como por exemplo, começar a frequentar uma nova religião, ou sair com outra turma de amigos e começar a agir de forma diferente, faz com que ele saia do padrão que você idealizou, e aí vem a decepção, que você mesma criou, e por isso o amor é totalmente condicional, pois você impôs uma condição: comporte-se do jeito que eu julgo ser certo e em troca lhe dou o meu amor! É assim, relacionamentos em geral estão envolvidos em jogos de interesses, mesmo que de forma inconsciente.

Você pode até pensar que sou pessimista, mas não, sou terapeuta e acompanhei muitos casos, o que me dá uma certa experiência e muitos dados de realidade. Eu acredito no amor e que relações longas e felizes podem ser construídas sim!!! Mas a maioria das pessoas comete erros que comprometem seus relacionamentos, como podemos ver abaixo:

1) Mantém relações que não são embasadas no amor. Qualquer relação sustentada por pilares que não sejam o amor, tendem a ruir.


2) Reflita sobre seu relacionamento, seja com amigos, com a família, ou em uma relação amorosa: se estiver sustentada por ego ou vaidade, ou apenas por sentimentos negativos como status, dinheiro ou posicionamento social, é hora de colocar um ponto final.

3) Ficar em uma relação apenas por dependência econômica ou emocional ou carência, traz doença pra vida do casal. Isso porque cada pessoa na Terra possui uma missão de alma, e viver em uma situação onde a alma não está contente, traz a infelicidade, prejudica a energia das células e traz doenças físicas, emocionais e psicológicas.

A missão de cada casal

A missão de um casal que se ama é andar um ao lado do outro rumando para o mesmo lugar, vislumbrando o mesmo horizonte. Quando esses caminhos chegam em uma bifurcação é hora de traçar um novo caminho e escolher se o relacionamento deve permanecer ou se romper.


Lembre-se sempre que uma relação pode evoluir, crescer, ser melhorada, trabalhada, discutida, cuidada, desde que os envolvidos tenham o mesmo propósito e muita dedicação.

Com exceção da nossa alma, tudo é impermanente e cíclico, portanto viver o presente e buscar a evolução e a reforma íntima juntos, são os melhores conselhos que posso lhes dar.

Não tenha medo da perda, pois tudo volta até você com uma nova forma, com outra roupagem.

Solte as pessoas, dê liberdade de escolha a elas e busque sempre a sua felicidade e o seu desenvolvimento pessoal.

Espero que esse material lhe ajude caso você esteja passando por uma situação semelhante e esteja precisando de um horizonte para refletir. Abaixo deixo uma técnica poderosa para lhe ajudar a tomar decisões difíceis como o término de uma relação.

eleela

Técnica do Simulador de Decisões Poderosas

Cada um de nós possui uma bússola interior onde reside a verdade sobre a nossa existência e sobre a nossa essência. Como diriam os mestres orientais: a resposta sempre esteve dentro de você!

Com esta técnica a sua mente aprende a clarear e lhe mostrar qual rumo você deve seguir para tomar qualquer decisão difícil da sua vida, inclusive o término ou não de um relacionamento.

Vamos lá?

1. Sente-se em um lugar tranquilo, confortável e procure relaxar, inspirando e expirando profundamente pelo menos por 20 ciclos respiratórios. Nesse momento procure esvaziar a sua mente.

2. Examine se existe algum ponto tenso em seu corpo e solte, vá soltando a musculatura até se sentir totalmente relaxado.

3. Com a mente vazia e em um bom estado de relaxamento, imagine a situação A, (por exemplo, um relacionamento com a pessoa Fulano de Tal) e observe os detalhes da situação, procure imaginar as cores, o local, se a imagem é clara ou escura, e principalmente avalie como você se sente nesta situação e como estão suas emoções.

4. Igualmente com a mente vazia, imagine a situação B, (por exemplo, imaginando-se sozinho (a)) e observe os detalhes da situação, procure imaginar as cores, o local, se a imagem é clara ou escura, e principalmente avalie como você se sente nesta situação e como estão suas emoções.

5. A situação onde você se sentir mais confortável, mais feliz, em paz, onde as cores forem mais nítidas e houverem paisagens sólidas, é a situação ideal para a sua vida.

6. Mesmo que seja a decisão mais difícil a ser tomada, esse é o melhor caminho para você, pois sua própria alma reconhece.

7. Repita esse exercício diariamente e tudo vai ficando mais nítido na sua mente. Não se cobre decisões apressadas.

8. Acalme-se, planeje e tome a atitude no momento em que a sua decisão estiver mais madura.

9. Essa técnica pode ser utilizada para qualquer tipo de decisão.

10. Vá em frente e siga o fluxo da sua própria natureza!

Agora faça a sua parte! É a sua vez de mostrar que você está comprometido! Deixe seu comentário abaixo, dizendo se você gostou deste artigo!

Grande Abraço e Muita Luz!

Patrícia.

Via LUZ DA SERRA

A mulher de cada signo. Descubra seus segredos!

Artigo Anterior

Aprenda a usar a chama violeta para cura e transformação:

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.