Notícias

“Não acredito em contos de fada”, diz Gisele Bündchen sobre casamento com Tom Brady

nao acredito 2

Gisele Bündchen, aos 41 anos é aposentada das passarelas, casada com o astro de futebol americano, Tom Brady.



Ela teve filhos e plantou milhares de árvores, além de escrever um livro. Soa como a vida perfeita.

Mas, em uma entrevista, a gaúcha confessou algumas vivências que envolvem o envelhecimento, a realidade de um casamento e compartilhou alguns detalhes sobre sua vida pessoal.

Sobre os cabelos brancos, a top model admite que já arrancou vários, mas reconhece que faz parte do processo.


“A gente só vai percebendo a idade, quando o tempo vai passando. Não sou adepta a cirurgias, pois já fiz uma intervenção pela qual me arrependi, então, não sei se faria outra. Atualmente, existem muitas ferramentas para auxiliar na pele, que podem amenizar um pouco os sinais.”

“É válido utilizar essas modernidades se você vai se sentir confortável. Mas para mim o importante mesmo é fazer coisas que me fazem bem, como o exercício físico diário, uma boa alimentação junto de uma atitude positiva e muita gratidão, isso é o que me enche de energia e me traz alegria.”

Sobre o casamento, Gisele já inicia sua fala com “não acredito em contos de fada”. A ex-modelo sabe sobre os desafios e momentos de altos e baixos de um relacionamento.

“É normal discordarmos e termos pontos de vista diferentes. Afinal, somos pessoas diferentes. Mas se existir respeito, admiração, uma boa comunicação e suporte mútuo, o relacionamento tem tudo para ter vida longa. É tão bom ter alguém do seu lado para dividir, não é? Para isso, o casamento precisa ser regado todos os dias. Enxergar o outro e as suas necessidades. Eu apoio o Tom para que possa realizar seus sonhos; e ele me deixa livre para ser quem eu sou e voar.”


Já sobre a moda, por incrível que pareça, Bündchen revela que nunca seguiu tendências, mesmo que esse fosse seu trabalho. “A moda foi sempre o meu trabalho, mas não é algo que me guia. Não troco de roupa a cada nova tendência. Tenho um estilo mais básico, gosto de conforto e qualidade. Ganho presentes, mas grande parte acaba indo para as minhas irmãs (ela tem cinco, incluindo a gêmea Patricia), que adoram dividi-los. Não tenho um exagero de peças em meu closet. Sou daquelas que tenta simplificar. Prefiro ter menos coisas, assim, uso tudo que tenho e acabo sempre ficando com minhas roupas favoritas.”

Marcos Mion relembra luta da mulher contra o câncer: “Fomos juntos até o inferno”

Artigo Anterior

Andressa Urach apaga post e dá a entender que desistiu de se prostituir

Próximo artigo

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.