Não confunda bondade com fraqueza ou resignação. Bondade é peito aberto, coração grande

Bondade gera desconfiança, mas não deveria.



Nem sempre se mostrar acessível, disposto ou oferecer colo e calor humano são gestos bem recebidos. Há muita gente desconfiada, suspeitando das intenções, questionando as posturas, o discurso e desacreditando no valor da generosidade que habita em alguns corações.

Bondade gera desconfiança, mas não deveria. Estamos tão acostumados a ver tapetes serem puxados, a ter o olho furado e a conviver com as mais variadas formas de competitividade e “olho por olho, dente por dente” que quase não acreditamos em ninguém mais. É tanto “disse me disse”, é um tal de “vieram me falar” que, quando a honestidade bate à porta, fingimos não ouvi-la. Duvidamos da atitude, das boas intenções, aprendemos a dizer que ninguém pode ser realmente bom com todo mundo, que isso é falsidade.

Ser bom é agir com bondade, apesar de toda e qualquer situação, mas não é ser tolo, inocente ou submisso, é simplesmente continuar no caminho, mesmo quando as discordâncias acontecem, é desaprovar algo que aconteça sem jogar pedras em quem o feriu. É, muitas vezes, distanciar-se para respirar, mas nunca se enfurecer e armar arapucas. É aceitar os fatos mais difíceis de serem digeridos com prontidão, sem sair procurando culpabilidade em terrenos vizinhos.


Bondade é o desejo de encaixar todas as peças, de emendar fios de várias pontas, de conseguir encontrar o mel no fundo do copo, mesmo tendo de agitá-lo bastante.

Bondade é bumerangue. Ninguém é bom para si mesmo e dane-se o mundo.

Bondade é peito aberto, coração grande, é o desejo de se esvaziar dos próprios e mesquinhos ressentimentos para um bem maior, para um bem comum.

Mas não confunda bondade com fraqueza ou resignação. Para ser bom, é preciso cautela para agir com força e seriedade para agir com serenidade. A mais sublime forma de dizer que se deseja a felicidade do outro é ser bom sem medida, deixando de pagar na mesma moeda, escolhendo cartas novas e se livrando de qualquer forma de vingança ou compensação. O caminho é o do bem, da compreensão e do amor sempre.


Quando o Sol bater… na janela do teu quarto…

Lembra e vê… que o caminho é um só.

(Legião Urbana)

 

Direitos autorais da imagem de capa licenciada para o site O Segredo: 123RF Imagens.

Baixe o aplicativo do site O Segredo e acompanhe tudo de pertinho. Android ou IOS.

Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.




Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.