3min. de leitura

Não crie monstros em seu relacionamento

A mente humana é, sem dúvida, capaz de criar fatos inexistentes, ainda mais com a evolução da tecnologia e informação onde alguns valores se invertem.

Acredito na intuição, acredito nos avisos que recebemos para ter cautela, alguns avisos através do pensamento chegam a nos preparar para alguns acontecimentos e devemos ficar atentos para diferenciar a intuição dos nossos medos, traumas e inseguranças criadas pela mente.


Quando digo “não crie monstros em seu relacionamento”, refiro-me ao cuidado que temos que ter.

Nem todas as pessoas são iguais e o farão sofrer com traições, pois a desconfiança anda de mãos dadas com a insegurança, causando problemas, situações e até fatos inexistentes.

Em alguns momentos estamos distantes, porém, queremos respostas imediatas da pessoa com quem nos relacionamos. Caso essa resposta não chegue no tempo que achamos necessário que deve ocorrer, criamos monstros, desconfianças, medo e insegurança. Passamos a viver uma vida atraindo negatividade.


Temos que ter habilidade e compreensão para entender e diferenciar o significado do “sexto sentido forte”, dos monstros que assombram nossa mente.

Devemos ter cuidado para não atrair o que não está acontecendo. Uma decepção causada por um relacionamento antigo não significa que você terá a mesma decepção com o atual.

Sabemos que algumas histórias se repetem com frequência, mas nem por isso você é um imã que atrai negatividade. Portanto, não devemos deixar de acreditar em bons relacionamentos.


Evite criar monstros, eles se multiplicam com uma frequência inacreditável no imaginário humano.

Crie diálogos, mostre o que você é em essência, desde o primeiro encontro. Não coloque máscaras para agradar o que não está lhe fazendo bem, só para passar a impressão de que você é uma pessoa descolada. Assuma sua verdadeira identidade com humildade, postura e sabedoria.

Saia do mundo imaginário! Você é capaz de ser feliz no mundo real que o UNIVERSO preparou para você.


Direitos autorais da imagem de capa: pt/wallpaper/857937





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.