3min. de leitura

Não deixe que as pessoas confundam sua bondade com burrice

A liberdade do “não” realmente não tem preço. Um amigo me disse certa vez: “Se você só diz ‘sim’, o seu ‘não’ nunca vai valer nada.”


Apesar de ser ariana (considerado um signo nada emocional), tenho um lado muito emocional e passivo, principalmente quando se trata de amigos. Confio mesmo, eu me calo em muitas situações e, principalmente, estou sempre disposta a ajudar. Dou sempre mais porque adoro ver as pessoas que amo felizes.

O problema é que, muitas vezes, alguns “amigos” confundiam a minha bondade com um aval assinado para fazerem o que queriam comigo. Bem assim: você dá a mão, eles querem o braço; você dá o braço, querem o tronco; você dá o tronco, querem as pernas; você dá as pernas, querem a cabeça. Então, você diz o primeiro “não” e eles viram seus inimigos para sempre.

Tenho certeza de que você já viveu isso, não é?

Já me julguei muito por isso, achava-me ingênua, boba, mas hoje vejo isso como virtude. Fazer o bem não é defeito. Se o outro não sabe lidar com isso ou age com má-fé, é carma e responsabilidade dele, não sua. Só não permita que se aproveitem de você. Imponha-se!


Meu ciclo de amigos foi extremamente reduzido depois que eu aprendi duas coisas. A primeira delas foi quando me coloquei em primeiro lugar.

Se para ficar bom para o outro precisa ficar ruim para mim, então não vou fazer. Simples assim. Por exemplo, se para emprestar dinheiro para uma pessoa, vou precisar atrasar minhas contas, não empresto. Quando eu precisar do dinheiro de volta, vou ser julgada e a amizade vai acabar. Não vou emprestar, vou dar, mas somente quando eu tiver a mais.


A segunda coisa foi dizer “não”. Não vou, não posso, não quero, não aceito, não permito, não empresto. A liberdade do “não” realmente não tem preço. Um amigo me disse certa vez: “Se você só diz ‘sim’, o seu ‘não’ nunca vai valer nada.”

Sim, eu entendo que queremos agradar a todo mundo, o tempo todo. Mas, se não estivermos felizes, equilibrados, como podemos ajudar outra pessoa da forma certa? É ingenuidade acreditar nisso. Jesus disse: “Ame o próximo como a ti mesmo.”

Então, se não nos amamos, não podemos amar ninguém. Ponto final.

 

Direitos autorais da imagem de capa: Marcelo Chagas/Pexels.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.