“Não é tão simples assim” é desculpa esfarrapada de quem adora complicar tudo

Eu concordo. Nada é mesmo tão simples assim. Mas ainda que seja a coisa mais complicada do mundo, sua complexidade não é desculpa para cruzar os braços e esperar a solução cair do céu.

Os adeptos desse chavão em forma de justificativa que me desculpem, mas essa é uma péssima desculpa. Quem diz “não é tão simples assim” para adiar qualquer decisão está fazendo nada senão empurrar com a barriga. Nem sempre sabe, mas não passa de um procrastinador de mau gosto.

No fundo, coisa nenhuma neste mundo é tão simples. Tudo depende da vontade, do empenho e do compromisso de quem se dispõe a fazer seja lá o quê.

Para quem não está a fim, mover uma palha é missão impossível. Já aos que querem de fato, qualquer proeza é possível. Se não for, cabe a nós mesmos aceitar e desistir, o que também não é tão simples assim.

Você e eu não somos fáceis. Temos todos um certo gosto por complicar o que bem podia ser mais simples e simplificar demais o que merecia um cadinho mais da nossa atenção. Acontece. Mas usar as complicações do mundo como desculpa para não fazer qualquer coisa é desonesto e maldoso.

Se eu não quero ou não posso fazer algo, eu tão somente não faço. Se quero e se posso, dou um jeito e faço sem mais. Não precisa ser simples, precisa ser de verdade.

Assim, na lata, sem complicar, sem esticar conversa à toa nem jogar a culpa na complexidade do zodíaco e nas fases da lua.

As consequências das minhas atitudes podem não ser tão simples assim, mas tomá-las com todas as letras é, sim. Depende de mim mesmo, das minhas escolhas, dos meus valores e da minha postura diante da vida.

O resto é desculpa esfarrapada. No fundo, não é tão complicado assim.



Direitos autorais da imagem de capa: Hannah Busing on Unsplash



Deixe seu comentário