6min. de leitura

Não espere as pessoas irem embora para demonstrar o valor que elas têm – Padre Fábio de Melo

Valorize enquanto ainda tem, para não sofrer quando perder.


Nós nem sempre conduzimos nossos relacionamentos pelos caminhos mais sábios. Muitas vezes, esperamos as pessoas saírem de nossas vidas para demonstrar o que elas realmente significam para nós. Com isso, perdemos muitas chances de construir vínculos especiais, que poderiam fazer uma grande diferença em nossas vidas.

Sabe aquele relacionamento romântico em que a pessoa realmente o amava e se esforçava para estar ao seu lado e você não dava valor? Então, quando ela se cansou e foi embora, você percebeu que havia sentimento e resolveu lutar por ela? Ou aquele amigo muito leal, que nunca foi correspondido por você e resolveu se afastar, mas fez tanta falta que você começou a lutar pela sua amizade novamente?

Esse tipo de situação é muito comum e muitas vezes o nosso esforço tardio funciona, mas não é assim que as coisas devem acontecer.


Aprender a valorizar as pessoas e coisas depois que elas já foram embora é desperdiçar as nossas vidas e fazer os outros perderem o seu tempo.

Nós precisamos aprender a reconhecer e demonstrar o valor das pessoas hoje, enquanto ainda estão ao nosso lado, porque amanhã pode ser tarde demais e conviver com a dor da perda é algo muito ruim.

Muitas vezes acreditamos que esconder os nossos sentimentos ou tratar as pessoas com um pouco de frieza ou descaso é um sinal de força ou uma maneira de prevenir os nossos corações de uma aproximação mais íntima ou de um possível sofrimento, mas essa não é a maneira ideal de viver.


Só podemos construir relacionamentos verdadeiros e felizes quando nos entregamos por completo e permitimos que a outra pessoa saiba exatamente como nos sentimos em relação a ela. Isso em alguns momentos pode nos trazer dor, mas as alegrias serão muito maiores.

Quando mostramos às pessoas o valor que elas têm em nossas vidas, despertamos o lado mais bonito que existe em seu interior e tornamos o nosso relacionamento com elas muito mais especial.

Quando mostramos às outras pessoas o que elas significam para nós, enquanto ainda estão ao nosso lado, temos a oportunidade de criar um relacionamento recíproco e feliz, onde todos os sentimentos são valorizados e as duas pessoas sentem prazer em estar uma com a outra.

Como disse o Padre Fábio de Melo: “Não espere as pessoas irem embora para demonstrar o valor que elas têm.” Faça do hoje uma grande oportunidade de saberem que são importantes em sua vida e transforme a realidade dos seus relacionamentos.

Valorize enquanto ainda tem, para não sofrer quando perder.

Confira a mensagem completa do Padre:

“Não espere as pessoas morrerem, irem embora, não espere o definitivo bater na sua porta, nós não conhecemos a vida e não sabemos o que virá amanhã, viva como se fosse o último dia da sua história, se hoje você tivesse que realizar a sua última ceia, porque é conhecedor que hoje é o último de sua vida, certamente você não teria tempo para pressa.

Você celebraria até o fim e gostaria de ficar do lado de quem você ama. Viver o cristianismo, é fazer a dinâmica da última ceia todos os dias, viva como se fosse o último dia da sua vida, viva como se fosse a última oportunidade de amar quem você ama, de olhar nos olhos de quem para você é especial…

A vida é fruto da decisão de cada momento. Talvez seja por isso, que a ideia de plantio seja tão reveladora sobre a arte de viver.

Viver é plantar. É atitude de constante semeadura, de deixar cair na terra de nossa existência as mais diversas formas de sementes.

Cada escolha, por menor que seja, é uma forma de semente que lançamos sobre o canteiro que somos.

Um dia, tudo o que agora silenciosamente plantamos, ou deixamos plantar em nós, será plantação que poderá ser vista de longe…

Para cada dia, o seu empenho. A sabedoria bíblica nos confirma isso, quando nos diz que ‘debaixo do céu há um tempo para cada coisa!’

Hoje, neste tempo que é seu, o futuro está sendo plantado. As escolhas que você procura, os amigos que você cultiva, as leituras que você faz, os valores que você abraça, os amores que você ama, tudo será determinante para a colheita futura.

Aquilo que incomoda o coração tem que ser removido hoje. Se a gente não joga fora hoje, a gente corre o risco de amanhã, quando tiver outra coisa nos incomodando, juntar com a que incomodou ontem. E vai juntando, isso é residual. Tristeza é residual, vai ficando acumulada, então a gente precisa cuidar. Jogar fora e recomeçar.”

Padre Fábio de Melo


Texto escrito com exclusividade para o site O Segredo. É proibida a divulgação deste material em páginas comerciais, seja em forma de texto, vídeo ou imagem, mesmo com os devidos créditos.


Direitos autorais da imagem de capa: divulgação.





Deixe seu comentário

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.